Após ser agredida pelo marido de 30 anos, uma mulher de 27 anos da cidade de Bandeirantes, que fica a 68 quilômetros de Campo Grande, pediu socorro para a Polícia Militar e ouviu da instituição que ninguém iria prestar socorro a ela.

Na delegacia de Polícia, a mulher contou que o companheiro tinha chegado de uma caçada e pescaria entrando na residência com as armas e a carne da caça. Ela pediu para retirar tudo de dentro do imóvel e então o homem a arrastou pelos cabelos e a jogou em cima de um colchão na sala.Com um cobertor, o homem passou a sufocá-la.

Matéria continua após a publicidade

Na tentativa de se defender, a vítima arranhou o marido que só parou com as agressões quando o filho do casal entrou na sala chorando.

O cunhado da mulher também presenciou as agressões e nada fez para ajudá-la. A vítima teria ligado para a polícia que se recusou a atender o caso pedindo para que ela fosse até o hospital da cidade, segundo o boletim de ocorrência.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos