Uma jovem de 26 anos foi presa na última segunda-feira (4), em São Gabriel do Oeste, suspeita de matar a filha logo após o nascimento. Ela contou à polícia que o parto foi no vaso sanitário, e em seguida deu descarga na bebê e depois colocou o corpo em um saco plástico dentro de uma bacia com água.

Conforme a Polícia Civil, após cometer o crime, a jovem passou mal, gritou e o companheiro dela então chamou o Samu. Ela foi levada para o hospital com sangramento e lá os médicos verificaram que havia a placenta, mas sem o feto.

Matéria continua após a publicidade

Diante da situação, os médicos acionaram a polícia que, em busca na casa da jovem, encontraram o corpo de uma criança recém-nascida em um saco de lixo, dentro de uma bacia com água, coberto por uma toalha.

De acordo com a polícia, o corpo foi levado para o hospital e o pediatra informou que pesava 3,8 quilos, nasceu possivelmente viva e de 38 a 40 semanas de gestação.

Os indícios coletados pela polícia indicam que a jovem teria matado a própria filha, logo após o parto, possivelmente sobre a influência do estado puerperal, motivo pelo qual foi autuada por infanticídio.

Matéria continua após a publicidade

O companheiro da jovem disse à Polícia Civil que eles estão juntos há seis meses, depois de terem ficado separados por um ano, e que só soube da gravidez da jovem em dezembro.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos