Encarada de João "Marreta" (Iron) e Pedro Boyka (Rocha) / Imagem: Ana Marchi

Corumbá - Final de ano é época de pancadas de chuvas no Pantanal, mas também será tempo de pancadaria em Corumbá, distante cerca de 430 km da capital do Mato Grosso do Sul - Campo Grande.

Luta do "Corumbá Fight Combat Edição IV" / Imagem: Divulgação

Matéria continua após a publicidade

A cidade, que conta com quase 110.000 habitantes é um celeiro de lutadores esportivos e o "Corumbá Fight Combat" é o principal evento da modalidade de MMA - Multiple Martial Arts ou Artes Marciais Múltiplas da região, uma modalidade de luta livre onde as regras são poucas e muitos são os nocautes, contusões, cortes na pele e deslocamentos de membros. 
 

Também mereceu destaque a presença feminina, com as lutadoras Jaqueline Jack "3D" Ferreira (Recife) e Taynara Silva (Corumbá). / Imagem: Ana Marchi

Uma das características desse esporte é que seus lutadores são exímios praticantes das mais variadas artes marciais, tais como jiu-jitsu, taekwondo, karatê, judô, capoeira, muay-thai, wrestling e as possibilidades de combinação de estilos em um mesmo round são infinitas, garantindo ao público desses eventos um espetáculo único e com boas doses de sangue espalhado pelo octógono, a arena característica dessas lutas.
 

Matéria continua após a publicidade

Na tarde de hoje (30) o Correio da Manhã esteve presente na primeira encarada da quinta edição do "Corumbá Fight Combat", na  sede da empresa de um dos patrocinadores do evento.

Dr. Manoel João, proprietário e treinador da Iron, com seu filho João "Marreta". / Imagem: Fábio Marchi

As "encaradas" são uma tradição no universo esportivo de lutas, e servem para uma avaliação mais próxima do adversário, diz o Dr. Manoel João da Costa Oliveira - médico e mestre em jiu-jitsu, proprietário da academia Iron, tradicional academia de artes marciais corumbaense: das 15 lutas que acontecerão no evento, 5 terão atletas da Iron em seus cards. Desses 5 atletas, 3 estarão lutando pelos seus respectivos cinturões: Samuel "Samuka" defendendo o seu título e João Lucas Marreta e Michel Igenho "Pigmeu" tentando conquistar os seus.

A coletiva de imprensa deu-se na tarde desta sexta (30). / Imagem: Fábio Marchi

Dr. Manoel não deixou de provocar seus adversários durante a entrevista:
 

Tradicionais rivais, Rocha e Dr. Manoel João se "encaram" durante a coletiva. / Imagem: Fábio Marchi

Dr. Manoel João finalizou:

Durante a coletiva desta tarde, alguns dos lutadores das cidades de Bonito e de Corumbá estiveram presente na ocasião, e puderam falar sobre suas expectativas de luta, provocando aquela famosa "moagem" na torcida presente, onde cada um - claro - puxou a futura vitória para si. Cláudio Rocha, da Academia Rocha Top Team, da cidade de Bonito disse:

E complementou:

Cláudio Rocha, da Academia Rocha Top Team, da cidade de Bonito. / Imagem: Ana Marchi

E finalizou:

Indagado sobre suas expectativas do evento William Duarte - um dos organizadores - declarou ao Correio:

William Duarte, um dos organizadores do evento. / Imagem: Ana Marchi

Outro realizador do evento - Marcelo Palheta - também falou ao Correio sobre suas expectativas:

Marcelo Palheta, um dos realizadores do "Corumbá Fight Combat". / Imagem: Ana Marchi

CFF - Corumbá Fight Combat V
Data: 08 de Dezembro
Local: Poliesportivo de Corumbá
Portões abrem as 18:00h e as lutas começam impreterivelmente às 19:00h 

(Previsão de término: 1h da manhã)
Ingressos: R$ 25 arquibancada / R$ 100 cadeira premium (cadeira com direito a Open Bar).

Postos de venda em Corumbá: Lotus Multimarcas, Barbearia Monteiro, Explorer Publicidade, Auto Posto Ladário, Mix Conveniência e Posto Falastin's.
 

Público presente na edição IV do "Corumbá Fight Combat". / Imagem: Divulgação

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos