Dinheiro apreendido. / Imagem: PF/Divulgação

A Polícia Federal deflagrou a operação Nepsis, com 280 agentes em quatro estados e em Mato Grosso do Sul, na manhã deste sábado (22). O objetivo é desarticular organização criminosa sofisticada que atua no contrabando de cigarros do Paraguai. Forças como a Polícia Rodoviária Federal e Exército e Aeronáutica dão suporte às ações.

Conforme a PF, são 43 mandados de prisão e 43 de busca e apreensão contra a quadrilha que formou um consórcio de grandes contrabandistas e resultou em uma sofisticada rede de escoamento de cigarros vindos do Paraguai pela fronteira de MS. A PF ainda cumpre 12 suspensões de exercício de atividade policial. Além de MS, a ação atinge São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro e Alagoas.

Matéria continua após a publicidade

O modo de operar da organização criminosa se estruturou em dois pilares, diz a polícia: sistema logístico com características empresariais, com centenas de pessoas atuando nas funções de gerentes, batedores, olheiros e motoristas e também a corrupção de policiais aliciados para participar no esquema criminoso.

As investigações estimam que, em 2017, os envolvidos tenham movimentado ao menos 1.200 carretas carregadas com cigarros entregues às regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Os valores em mercadorias contrabandeadas atingem cifras superiores a R$ 1,5 bilhão.

Entre os presos, além dos líderes e dos gerentes da organização criminosa, encontram-se policiais da PRF, da Polícia Militar e da Polícia Civil do Estado do Mato Grosso do Sul.

Matéria continua após a publicidade

O nome da operação, Nepsis, diz a PF, reporta a um termo grego que significa vigilância interior, estado mental de atenção plena, em uma alusão à vigilância necessária para combater as sofisticadas atividades contrabandistas e também à própria atividade de fiscalização estatal no combate à cooptação integrantes de órgãos de repressão e fiscalização.

Até o momento, foram apreendidas grandes quantias em dinheiro, sendo real e dólar, assim como milhares de caixas de cigarros. Em uma casa de alto padrão em Porto Morumbi, distrito de Eldorado, em MS, carros e embarcações de luxo também foram apreendidas. 

No Nordeste, uma das ações ocorreu em um resort. Armas de grosso calibre e munições também foram encontradas.

Ainda pela manhã, haverá entrevista coletiva na Superintendência da Polícia Federal em Campo Grande para detalhar as ações.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos