A organização criminosa era composta por agentes públicos, políticos e empresários. / Imagem: Divulgação

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da 16ª, 10ª e 17ª Promotorias de Justiça de Dourados, com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO/MS e da Corregedoria-Geral da Polícia Civil, deflagrou a 3ª Fase da Operação Pregão nesta quinta-feira (14/03).

Na ocasião, foram cumpridos 5 (cinco) mandados de prisão e 8 (oito) mandados de busca e apreensão na capital e na cidade de Dourados/MS, todos expedidos pelo Juiz de Direito Luiz Alberto de Moura Filho, da 1ª Vara Criminal de Dourados.

Matéria continua após a publicidade

Segundo informações, os cinco alvos de mandado de prisão da terceira fase da Operação Pregão, nesta quinta-feira, são o tesoureiro da Prefeitura da cidade, Jorge Rodrigues de Castro, um casal de empresários identificado apenas como Ademir e Madalena e dois alvos já presos em dia 31 de outubro de 2018, há cinco meses.

O ex-chefe de licitações da prefeitura de Dourados, Anilton Garcia e o ex-secretário de Fazenda João Fava Neto tiveram seus mandados de prisão cumpridos dentro da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) pela manhã.

Jorge de Castro foi encaminhado ao Ministério Público para prestar esclarecimentos antes da prisão. Todos os mandados foram expedidos pelo juiz Luiz Alberto de Moura Filho, da 1ª Vara Criminal de Dourados.

Matéria continua após a publicidade

Entenda a Operação

A primeira fase foi deflagrada em outubro do ano passado, tendo por objetivo esclarecer a atuação de uma suposta organização criminosa composta por agentes públicos, políticos e empresários, visando à prática de diversos crimes, incluindo fraude em licitação, dispensa indevida de licitação, falsificação de documentos e advocacia administrativa, além do crime contra a ordem financeira e incidência na conduta da Lei Anticorrupção, sem prejuízo de outros, notadamente em razão de fraudes em licitações e contratos públicos, praticados, em tese, durante a atual gestão do Município de Dourados/MS, sendo que, em dezembro do mesmo ano, foi realizada a segunda fase da Operação.

Operação Pregão

O nome da operação “Pregão” refere-se à modalidade de procedimento licitatório mais utilizada pelos investigados em sua atuação.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos