Um pastor de 37 anos foi preso na cidade de Careiro Castanho, no interior do Amazonas, por suspeita de estuprar a própria filha de 12 anos repetidas vezes dentro de casa.

Segundo a polícia, a menina decidiu relatar o abuso sofrido após assistir a uma palestra sobre drogas e abuso sexual na escola. Ela disse que era obrigada a manter relações sexuais constantes com o pai quando a madrasta dela saia de casa.

Matéria continua após a publicidade

O Conselho Tutelar foi acionado e chamou a polícia, que solicitou os exames e emitiu ordem judicial para prender o homem, que não teve identidade revelada. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e está preso no departamento de polícia da cidade.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos