Em sessão extraordinária na noite desta segunda-feira (26), às 19h00, na Câmara de Vereadores de Ladário, o vice prefeito da cidade, Iranil de Lima Soares, assumiu a Prefeitura após a prisão do atual prefeito Carlos Aníbal Pedroso Ruso (PSDB) na manhã desta segunda-feira pela operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) que investiga esquema conhecido como "mensalinho".

A operação também prendeu o Secretário municipal de educação Helder Naulle Paes dos Santos e os Vereadores Osvalmir Nunes da Silva (PSDB), Lilia Maria Villalva de Moraes Silva (MDB). Augusto de Campos (MDB), Agnaldo dos Santos Silva Junior (PTB), Paulo Rogério Feliciano Barbosa (PMN), André Franco Caffaro (PPS) e Vagner Gonçalves (PPS).

Matéria continua após a publicidade

Numa sessão lotada, a Peróla do Pantanal vislumbrou um acontecimento único para a cidade, uma espécie de expurgo dos anos de farra com o dinheiro público e de consequente descaso com a população em absolutamente todos os setores do município: escolas fechadas por falta de recursos, falta de remédios nos postos de saúde, redução de salário dos servidores públicos - sobretudo dos professores -, descaso com a urbanização da cidade repleta de postes de luz quebrados e matagais se alastrando pelos entornos.

Isto tudo (e situações que excedem nossas linhas) em contraste com despesas que excediam os R$ 300.000,00 anuais em viagens do Prefeito à outras cidades e estados cujas finalidades eram inexplicáveis.

Matéria continua após a publicidade

Com palavras duras do presidente da Câmara, Fábio Peixoto, e do vice Daniel Benzi, ambos responsáveis pelas denúncias ao Ministério Público que levaram à investigação da GAECO, a posse do vice-prefeito foi marcada pelo "desabafo" que todo cidadão ladarense desejou fazer durante os anos de exercício de Carlos Ruso: um sonoro basta à corrupção.

“Hoje é uma noite de tristeza pela vergonha que passa o Poder Público Municipal de Ladário, mas também é uma noite de esperança na justiça e no dever daqueles que irão tomar posse em substituição aos que foram afastados de seus cargos”, afirmou o presidente da Câmara.

O vice presidente Daniel Benzi afirmou categoricamente que a vigilância da Câmara permanecerá também sobre os substitutos, e que a casa não aceitará mais as impunidades com as quais estava acostumado o antigo gestor.

“Muitos acreditavam que nós estávamos no “bolso” de Carlos Ruso, mas estávamos agindo, realizando as denúncias e auxiliando a investigação do Ministério Público em sigilo. Infelizmente, muitos dessa casa se corromperam, dando auxílio ao prefeito para suas propostas que iam contra o interesse público. Nós, da oposição, éramos minorias, mas não ficamos calados. Curiosamente, Ruso dizia que era rico, e que por ser rico não roubaria. Pois bem, Carlos Ruso se provou o prefeito mais rico que Ladário já teve e o que mais roubou os cofres da cidade.

Benzi ainda afirmou que “outros tendem a cair”, mas não especificou os setores que estariam ligados estes outros envolvidos.

Mas a noite, que poderia ser sombria foi também alegre, marcada pela esperança de uma mudança com a prisão de supostos corruptos e da posse dos suplentes que, no mínimo, permanecem intimidados à se “comportarem” conforme foram eleitos aos deveres com o cidadão, à guisa dos rumos que a justiça brasileira parece estar tomando.

A intolerância à improbidade administrativa que marcou a gestão de Carlos Ruso já era pauta antiga entre os cidadãos, bem como da parte "idônea" do Poder Legislativo da cidade. Bem verdade que a casa legislativa de Ladário era possivelmente o berço da corrupção de seu Prefeito, tanto que outros sete vereadores foram detidos durante pela operação do Gaeco, além do secretário de Educação.

Mas o cenário, ao que tudo indica, parece estar mudando, e para melhor. 

Foi o que garantiu o empossado Pastor Iranil, afirmando em seu discurso "não ter sido ativo na gestão de Carlos Ruso" por decisão deste último que decidiu “administrar a máquina pública sozinho”, e portanto, ele não teria ação nos crimes que pesam sobre o antigo prefeito.

“Ainda há muita coisa que preciso tomar conhecimento e por isso eu conto com a ajuda da população para atravessar o momento atual. Estou muito decepcionado, e preciso rever muita coisa, reajustar. A equipe que está sendo montada vai observar todos os processos e fazer o melhor para todos. Eu já liguei para o governador Azambuja, e aguardo a resposta deste. Ainda não tenho nomes para o primeiro escalão da minha gestão, mas tudo virá no tempo certo”.

Sete vereadores assumiram na Casa, são eles Marcos Fernando da Silva Cordova, o famoso Papai Noel da Nova Aliança, Gesiel Paiva Figueiredo (Levytur), Rosiane Arnaldo (Zica), Ludimir Ferreira de Souza, (Xumi), Antonio João Conde da Silva, Rubens Rojas Gimenes e Delary Bottega Ebeling.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos