O piloto do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA que fez deliberadamente uma rota em formato de pênis quando voava sobre o sul da Califórnia em 23 de outubro, recuperou o direito a voar, após cumprir punição militar.

Por causa do plano de voo "fálico", o copiloto também foi punido administrativamente. Porém as sanções disciplinares - bem como os nomes dos envolvidos - não foram divulgadas pelo comando da Marinha americana, contou o site "The Hill".

Matéria continua após a publicidade

Piloto e copiloto estão baseados em Miramar (Califórnia). O padrão inusitado do voo foi primeiramente divulgado pela conta "Aircraft Spots", no Twitter, e acabou viralizando.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos