A guarnição da força tática em rondas pela área conhecida como Buraco da Treze, localizado na rua Treze de Junho área central da cidade. Como tal localidade já se faz famosa por ser ponto de vendas de drogas a guarnição realizou uma incursão a pé, entrando pela Rua Treze de Junho e terminando na Rua Delamare.

Em certo ponto foi notado que ocorria um diálogo dentro de outro lado de um muro. Por uma fresta do referido muro foi possível ver que um homem, aparentando ser de idade avançada, passava algo para outro, que estava sem camisa, o qual em contrapartida retirava pequenas embalagens de uma sacola maior.

Matéria continua após a publicidade

Em ato contínuo o que estava sem camisa colocou a sacola com maior volume em buraco no forro da casa. Foi concluído que naquele local ocorria o crime de tráfico de drogas. A equipe realizou buscas pelo local e foi constatado que no esconderijo estava uma sacola contendo 75 (setenta e cinco) papelotes com substância análoga à pasta base de cocaína, além de um simulacro. Num canto, próximo de um muro foi localizado mais dois papelotes que foi jogado por um dos envolvidos.

O autor (37) confessou que usa drogas, mas que também comercializa, a esposa(40) autora também do crime, disse que usa drogas, mas que auxilia o marido na venda do ilícito.

Com um usuário (63) que estava pelo local foi encontrado uma quantia de R$ 1706,00 (mil setecentos e seis) reais. Na posse do autor foi encontrada uma quantia de R$ 52,00 (cinquenta e dois) reais e uma trouxinha de substância análoga à cocaína.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão para o casal, garantidos seus direitos constitucionais e foram conduzidos, assim como o usuário, para a Primeira Delegacia de Polícia Civil de Corumbá e apresentados à autoridade policial para a tomada das medidas previstas em lei.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos