O investigador da polícia identificado como Adalberto Duarte da Silva assassinou a esposa Lívia Cathiane a tiros e, em seguida, atirou contra a própria cabeça na tarde desta quinta-feira (2), cometendo suicídio em Jardim (MS).

De acordo com informações, Adalberto já havia sido diagnosticado com transtorno psicológico e feito tratamento há, aproximadamente, 6 anos. O investigador trabalhou em Porto Murtinho, Guia Lopes da Laguna e Jardim. O autor do crime teria, recentemente, ido visitar o seu colega durante o plantão, sem demonstrar qualquer transtorno comportamental.

Matéria continua após a publicidade

O casal teria se desentendido na varanda da casa por algum motivo ainda não esclarecido e, em seguida, o homem atirou contra mulher e depois na própria cabeça.

Matéria continua após a publicidade

Ainda de acordo com informações, o filho de 17 anos, e a irmã da vítima teriam presenciado toda a cena.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos