A Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, abriu inscrições para a 3ª turma do Curso Básico de Libras. São 40 vagas e serão destinadas prioritariamente para professores de alunos com deficiência e pais de alunos. O curso terá início no dia 19 de março.

Iniciadas hoje, 12 de março, as inscrições seguem até o dia 15 deste mês. Podem ser feitas no Centro Multiprofissional de Atendimento ao desenvolvimento infantojuvenil (CMADIJ), que fica anexo à Escola Municipal CAIC - Padre Ernesto Sassida, na rodovia Ramão Gomes s/n, no período das 07h30 às 10h30 e das 13h30 às 16h30. Os interessados devem apresentar documentação pessoal na hora da inscrição.

Matéria continua após a publicidade

Com carga horária de 40 horas, durante os meses de março a maio, o curso será ministrado pela Instrutora de Libras, Lilia Giovana da Silva Cabreira. Serão duas aulas na semana (segundas e quintas-feiras), no período das 19h às 21h, na Escola Municipal Pedro Paulo de Medeiros, localizada na rua América, s/n- Centro.

Serão oferecidas informações básicas sobre a gramática da língua brasileira de sinais instrumentalizando a comunidade escolar para o uso dessa ferramenta de ensino frente à nova demanda que se apresenta no ambiente escolar. 

Considerando o decreto nº 5.626/2005 o qual torna obrigatório o Ensino da Língua Brasileira de Sinais – LIBRA, nos cursos de formações de professores bem como a educação bilíngue onde estejam matriculados os alunos surdos, a Secretaria Municipal de Educação tem como premissa oportunizar o acesso à educação, garantindo à permanência dos educandos surdos visando promover as potencialidades dos alunos com alguma deficiência.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos