O local recebe atualmente voos regulares da Azul partindo do Aeroporto de Viracopos, em Campinas. / Imagem: DivulgaçãoD

O Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Agesul (Agência de Gestão e Empreendimentos), divulgou a contratação da obra no Aeroporto de Bonito, 257 km de Campo Grande, por R$ 4 milhões.

Segundo o aviso de resultado de licitação, publicado no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (dia 10), a vencedora foi a Paviservice Serviços de Pavimentação.

Matéria continua após a publicidade

A reforma no terminal inclui a pista de pouso dos aviões, pista de táxi e pátio para estacionamento das aeronaves.

A cidade, principal no ecoturismo de Mato Grosso do Sul e uma das principais do mundo, recebe turistas diariamente. Muitos deles passam primeiro por Campo Grande, onde desembarcam de avião, rumo ao município de águas cristalinas.

Em agosto deste ano, o governo comunicou que a Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura) será a encarregada de coordenar as obras de reforma, além da administração, operacionalização, manutenção e exploração comercial.

Matéria continua após a publicidade

Na ocasião, a informação foi de que a reforma é estratégia para fomentar o turismo em Bonito. O local recebe atualmente voos regulares da Azul partindo do Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Intervenção 

O aeroporto de Bonito era concedido à Dix Empreendimentos Ltda, que tinha o direito de explorar, administrar, operacionalizar e manter o aeródromo por 13 anos. No entanto, nem todas as melhorias chegaram a ser implementadas. A empresa entrou com uma ação na Justiça contra o governo dizendo que o movimento de passageiros ficou aquém das estimativas e o poder público interveio na administração do terminal.

Ainda resta a assinatura do contrato com a empresa vencedora da reforma, para que a Agesul dê o prazo e determina o início da intervenção.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos