Foram descartados pelos fiscais produtos vencidos / Imagem: Procon MS

Campo Grande (MS) – Ação feita pelos fiscais da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS) juntamente com agentes da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo (Decon), resultou na prisão da gerente de um supermercado na Capital, no fim da tarde dessa segunda-feira (21.5).

Conforme informações do Boletim de Ocorrência 150 produtos estavam à venda sem data de fabricação, lote e data de validade, resultado de uma ação abrasiva sobre os dados na embalagem. Além disso, foram descartados pelos fiscais produtos vencidos como, por exemplo, 34 embalagens de coco ralado, 22 embalagens de alho, 14 latas de refrigerante de cola, pacotes de feijão, macarrão e pão integral.

Matéria continua após a publicidade

O superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão, destaca que o consumidor deve permanecer atento ao produto que estiver adquirindo, conferindo informações básicas, como a data de validade e sua presença visível na embalagem, e ainda aspectos como aparência do produto, para que faça sempre uma compra segura. “Vamos continuar agindo no sentido de proteger o consumidor, e esse ao constatar irregularidades, deve nos acionar para que possamos tomar as devidas providências”, reforçou.

O Procon-MS disponibiliza o número 151 e o Fale Conosco do site aos consumidores para informações e denúncias.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos