O juiz Maurício Cleber Miglioranzi Santos, que responde pela área da infância e juventude de Corumbá e coordenador do Projeto Padrinho daquela comarca, fez a entrega de certificados para instituições e padrinhos parceiros do projeto. 

O evento foi realizado no plenário do Tribunal do Júri, do Fórum de Corumbá, e, além de expressar os agradecimentos aos que auxiliam no desenvolvimento da proposta, reforçou sua participação nas atividades do Projeto Padrinho em 2019. Atualmente a comarca possui 12 casais padrinhos, 45 acolhidos e 24 instituições parceiras.

Matéria continua após a publicidade

As empresas e instituições parceiras têm papel fundamental no projeto, pois ajudam a realizar ações em prol do bem-estar físico e psicossocial de crianças e adolescentes que estão em instituições de acolhimento. Pelo menos uma vez por mês são realizadas atividades que fogem do cotidiano dos acolhidos, como piqueniques, passeios e comemorações em datas especiais como Natal, Páscoa e Dia das Crianças.

Criação - Projeto Padrinho

O Projeto Padrinho foi criado em Campo Grande, em 26 de junho de 2000, com objetivo mostrar à sociedade a realidade das crianças em situação de risco, além de estimular o exercício da cidadania e convidando as pessoas a praticar gestos de afetividade, levando carinho, convivência familiar e comunitária às crianças e adolescentes.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos