O corumbaense Vinicius Galharte (23) lançou nesta semana o segundo videoclipe de sua carreira, "Onde os Fracos Não Tem Vez". / Imagem: Foto Youtube

Matéria continua após a publicidade

Com 23 anos, Vinicius Galharte, o Vini “Revolta”, é um dos artistas mais promissores do cenário musical corumbaense. Cantor e compositor, o jovem artista aposta no estilo do rap - rhyme and poetry (rima e poesia), estilo que vem crescendo na cidade pantaneira, sobretudo nas rodas de jovens que se concentram no Porto Geral de Corumbá aos domingos.

Em novembro do ano passado, Vini “Revolta” lançou o videoclipe “Um bom lugar”, em parceria com dois músicos de Campo Grande, Falcão (Conexão Z.O) e Candelária (Rabisco Imoral Popular), que vem rendendo mais de mil visualizações na plataforma Youtube. (Vídeo pode ser conferido abaixo)

Matéria continua após a publicidade

​As referências do rapper corumbaense são, sobretudo, artistas paulistas como Facção Central, Racionais MC’s e Sabotage.

Para Vini, sua música não tem intuito de trazer somente o status ou enriquecimento financeiro, mas, sobretudo, de representar o potencial cultural de Corumbá no Brasil todo.

Não sou eu, não é o Vini, não é o Falcão, é a cidade toda, o Estado (MS) todo sendo conhecido, sendo representado através do rap, pelas ruas e quebradas de São Paulo. Para mim, representar Corumbá em qualquer lugar é uma honra, e, enquanto eu tiver ar nos meus pulmões, é isso que eu vou fazer, representar o rap corumbaense nos quatro cantos do Brasil.

Vini "Revolta"

Para tanto, as letras das composições do artista remetem e valorizam a tradição pantaneira através das gírias populares corumbaenses e de referências de localidades da cidade, como ocorre em seu novo trabalho em parceria com o rapper campo-grandense, Falcão, “Onde os fracos não tem vez”:

“Vim da terra branca onde falamos, ala, guri, vôti/ Onde o atentado acontece no brilho da noite/ Da rua surge o clã, matando a Ku Klux Klan/ Salve a quebrada querida, sou um moleque do Guanã”.

O videoclipe do novo trabalho foi lançado nesta semana na plataforma do Youtube.

Vini “Revolta” conta que a inspiração para a música veio “à jato”: em duas horas, dentro de um metrô, pouco tempo antes de entrar no estúdio junto com o rapper Falcão.

Ele atribui a agilidade à empolgação e à sua vontade de mostrar sua arte, com uma composição extremamente influenciada por sua vivência pantaneira.

Eu estava almoçando em São Paulo, quando fiquei sabendo que o rapper Falcão também tava em Sampa. Foi quando mandei uma mensagem pra ele, chamando pra uma parceria nova, na terra da garoa. Ele disse que iria embora no outro dia então teria que ser rápido. O Falcão já tinha uma letra em mente, eu não tinha nada escrito, mas não queria perder a oportunidade Então, terminei de almoçar e nos encontramos na Galeria do Rock, e de lá seguimos de metrô, para uma quebrada próxima ao Capão Redondo. Foi quando eu comecei a escrever minha parte dentro do metrô. Chegamos no Mokado Records, estúdio do rapper Slim Rimografia. O Falcão foi gravar a parte dele, eu fiquei la fora escrevendo a minha. Quando ele terminou de gravar, eu terminei de escrever e gravei na sequência. Minha parte foi escrita em menos de 2 horas eu acho. Acredito que me empolguei rs. No outro dia, antes do Falcão ir embora, captamos as imagens pro videoclipe, eu fiz a fotografia pra ele, ele fez pra mim e depois a Carol Fig (diretora de cinema) fez um ótimo trabalho na edição e montagem.

Vini "Revolta"

Trabalho pronto, vale a pena dar uma conferida neste artista conterrâneo!

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos