O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), reeleito para um mandato de mais quatro anos. / Imagem: Abril

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), anunciou na manhã desta sexta-feira (28) os nomes dos novos integrantes do 1º escalão de sua futura gestão, com mudanças em quatro secretarias.

Como já era esperado, o deputado federal Geraldo Resende (PSDB) será o novo secretário estadual de saúde, abrindo espaço na Câmara dos Deputados para Beatriz Cavassa (PSDB), ex-1ª dama de Corumbá.

Matéria continua após a publicidade

Se mantém no 1º escalão, o advogado Felipe Mattos de Lima Ribeira, que deixa consultoria legislativa para assumir a Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda).

Outra novidade é a chegada de Roberto Hashioka (PSDB) ao Parque dos Poderes. Ele deixa o comando do Detran-MS (Departamento estadual de Trânsito) para comandar a SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), pasta ocupada até então pode Carlos Alberto de Assis (PSDB).

O vice-governador eleito, e já diplomado, Murilo Zauith (DEM), também vai ocupar a titularidade de uma secretaria. Caberá ao democrata comandar a Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura).

Matéria continua após a publicidade

Permanecem nas pastas os secretários de Meio Ambiente, Jaime Verruck, de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta (PSDB), de Assistência Social, Elisa Cleia Nobre, de Segurança Pública, Antônio Carlos Videira, além de Eduardo Riedel (PSDB), que permanece na Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão estratégica).

Também permanece ocupando a Controladoria-Geral do Estado Carlos Eduardo Girão de Arruda. Já na PGE-MS (Procuradoria-Geral do Estado), Adalberto Miranda dá lugar a Fabíola Marquetti Sanches Rahim.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos