Bia Cavassa e Reinaldo Azambuja, em Corumbá-MS. / Imagem: Correio Da Manhã

Pelo menos um secretário deve deixar o cargo na próxima gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB). Durante agenda pública na manhã desta segunda-feira (17), o governador confirmou que existe possibilidade de convidar o deputado federal Geraldo Resende (PSDB) para assumir uma função em sua administração.

‘Existe uma probabilidade, talvez, do Geraldo Resende vir a ocupar um espaço administrativo, mas isso não está definido ainda. Aí a Bia Cavassa assumiria, porque é suplente. Essa definição ainda vai ocorrer agora nos próximos dias”, revelou o governador sul-mato-grossense.

Matéria continua após a publicidade

Azambuja destacou ainda que a vinda de Geraldo para um posto na administração estadual, provavelmente na SES (Secretaria de Estado de Saúde), como frisam alguns interlocutores da gestão tucana, abriria espaço para outra tucana na Câmara dos Deputados.

Conforme o site Midiamax, a indicação de Geraldo, que é médico de formação, para a saúde, abriria espaço para que Beatriz Cavassa (PSDB), ex-1ª dama de Corumbá, 2ª suplente da coligação, assumisse uma cadeira na Câmara, já que Tereza Cristina (DEM), reeleita, será ministra da Agricultura do governo Bolsonaro.

O governador afirmou ainda que não conversou com integrantes da bancada tucana na Assembleia Legislativa, no sentido de convidá-los a assumir um cargo em sua próxima gestão, o que abriria espaço para a 1ª suplente do PSDB, a deputada estadual Mara Caseiro, que não conseguiu a reeleição nas eleições de outubro.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos