Reinaldo em Corumbá. / Imagem: Correio Da Manhã

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) conquistou sua reeleição neste domingo (28) com vitória em 55 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Já Odilon de Oliveira (PDT) obteve mais votos em 24 cidades –na contagem final dos votos, o tucano teve 52,35% dos votos válidos, contra 47,65% do pedetista.

Reinaldo também teve em seu favor as maiores diferentes proporcionais de votos nas eleições: ele teve 78,75% dos votos em Japorã, onde Odilon atingiu 21,25%. Em Taquarussu, foram 77,81% dos votos para o tucano e 22,19% para o pedetista. O placar foi próximo em Sete Quedas (74,77% a 25,23% em favor do governador reeleito).

Matéria continua após a publicidade

Nioaque, que nesta eleição ganhou notoriedade por ter sido local onde o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), serviu enquanto estava no Exército, também preferiu Reinaldo. O tucano teve 68,8% dos votos na cidade, contra 31,12% de Odilon –que também pediu votos ao presidenciável do PSL. Na cidade, Bolsonaro teve 51,91% dos votos e Fernando Haddad (PT), 48,08%.

Reinaldo venceu em Campo Grande, Terenos, Rochedo, Corguinho, Bandeirantes, Jaraguari, Dois Irmãos do Buriti, Aquidauana, Miranda, Corumbá, Ladário, Porto Murtinho, Bodoquena, Bonito, Bela Vista, Caracol, Antônio João, Ponta Porã, Maracaju, Itaporã, Douradina, Caarapó, Laguna Carapã, Aral Moreira, Amambai, Coronel Sapucaia, Paranhos, Tacuru, Eldorado, Mundo Novo, Iguatemi, Juti, Fátima do Sul, Vicentina, Jateí, Angélica, Nova Alvorada do Sul, Bataguassu, Santa Rita do Pardo, Brasilândia, Água Clara, Inocência, Selvíria, Cassilândia, Chapadão do Sul, Paraíso das Águas, Figueirão, Alcinópolis, São Gabriel do Oeste, Rio Verde e Rio Negro.

Conforme o site Camp Grande News, o saldo de Reinaldo foi inferior ao do primeiro turno, quando o governador reeleito venceu em 66 municípios –Odilon havia vencido em cinco, incluindo Dourados e Três Lagoas, segundo e terceiro maiores colégios eleitorais do Estado. Nestas cidades, novamente o pedetista teve mais votos: 50,54% contra 49,46% de Reinaldo entre os douradenses (1.176 votos nominais, menos que os 2,2 mil do primeiro turno); e 56,44% em Três Lagoas, contra 43,56% do tucano –cerca de 6,1 mil votos.

Matéria continua após a publicidade

Pedetista – Odilon também herdou votos de Júnior Mochi (MDB), terceiro colocado no primeiro turno das eleições e que lhe declarou apoiou para a reta final da disputa. O emedebista havia obtido mais votos em sete municípios, principalmente na região norte. Sonora (onde Odilon teve 67,93% dos votos e Reinaldo 32,07%, sua maior vantagem), Coxim, Pedro Gomes, Costa Rica e Camapuã, cidades onde Mochi venceu, conferiram vitória ao pedetista.

Por outro lado, Reinaldo teve mais votos em São Gabriel do Oeste e Paraíso das Águas, cidades nas quais Mochi também venceu. Mundo Novo, onde o petista Humberto Amaducci (PT) havia vencido no primeiro turno, também preferiu o candidado do PSDB na reta final da disputa.

Odilon venceu em Sonora, Coxim, Pedro Gomes, Costa Rica, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Três Lagoas, Camapuã, Ribas do Rio Pardo, Nova Andradina, Anaurilândia, Batayporã, Ivinhema, Deodápolis, Glória de Dourados, Sidrolândia, Rio Brilhante, Dourados,Novo Horizonte do Sul, Anastácio, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Naviraí e Itaquiraí.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos