Nesta segunda-feira (03), as investigações da Polícia Civil de Corumbá revelaram uma reviravolta no caso da morte de Larissa Helena Gomes de Souza (23). 

Ontem (02), o boletim de ocorrência divulgado informava que Larissa havia se enforcado em sua residência. Aliado aos testemunhos de parentes que encontraram o corpo da jovem, suas últimas postagens em redes sociais indicavam um possível caso de suicídio.

Matéria continua após a publicidade

Todavia, a certidão emitido hoje (03), após a autópsia, revelou detalhes do óbito que contradizem a primeira versão do caso, levando a polícia a entender que se trata de um crime de estrangulamento. Conforme a nova hipótese, Larissa teria sido assassinada. 

Nenhuma hipótese está sendo descartada ainda pela Polícia Civil. 

Policiais estiveram hoje, por volta das 17h00, no local do crime, bairro Borroski, para coletar mais informações e depoimentos. 

Matéria continua após a publicidade

O Correio da Manhã prossegue acompanhando o caso. 

Embora a grande repercussão do caso inicialmente tratado como suicídio pelos boletins de ocorrência iniciais, reafirmamos a importância de se falar sobre a temática do suicídio independente da confirmação deste, ou não, no caso presente. 

Certidão de óbito de Larissa Helena Gomes de Souza.

Policiais estiveram no bairro Borroski, hoje (03), por volta das 16h30, para coletar novos testemunhos.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos