Os serviços de água e esgoto sanitário em 67 municípios de Mato Grosso do Sul, vão ficar até 4,94% mais caros a partir de 1º de julho deste ano. O reajuste tarifário anual dos serviços públicos, foi publicado no DOE (Diário Oficial do Estado), desta sexta-feira (31).

Segundo análise da Agepan (Agência Estadual de Serviços Públicos), o reajuste anual acontece nos municípios atendidos pela Sanesul, porém, Três Lagoas terá acréscimo de 4,58% nas contas e nos outros 66 municípios, o reajuste será de 4,94%.

Matéria continua após a publicidade

Conforme a publicação no DOE, o reajuste é baseado pela variação do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). A base de cálculo do índice para Três Lagoas, foi dos meses de abril do ano passado, até março deste ano.

Para os demais municípios atendidos pela Sanesul com data-base no mês de abril, será aplicado o percentual de 4,94%, ao serviço público de abastecimento de água e esgotamento sanitário, calculado com base na variação do IPCA, dos meses de maio de 2018 a abril de 2019.

O reajuste será para os seguintes municípios: Água Clara, Alcinópolis, Amambai, Anastácio, Anaurilândia, Angélica, Antônio João, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Aral Moreira, Bataguassu, Batayporã, Bodoquena, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Camapuã, Caracol, Coronel Sapucaia, Chapadão do Sul, Corumbá, Coxim, Deodápolis, Dois Irmãos do Buriti, Douradina, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Figueirão, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Itaquiraí, Ivinhema, Japorã, Jardim, Jateí, Juti, Laguna Carapã, Maracaju, Miranda, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Paranhos, Pedro Gomes, Ponta Porã, Porto Murtinho, Rio Brilhante, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Ribas do Rio Pardo, Santa Rita do Pardo, Selvíria, Sete Quedas, Sidrolândia, Sonora, Tacuru, Taquarussu, Terenos e Vicentina.

Matéria continua após a publicidade

Na publicação, a Sanesul cita o desconto de 62,25% concedido as pessoas que se enquadram na Tarifa Social vigente. Esse benefício é oferecido para quem reside em situação de vulnerabilidade, não estar adimplente com a Empresa e comprovar renda familiar de um salário mínimo.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos