Corumbá (MS)- O vídeo de um servidor público estadual que utiliza uma viatura oficial da Perícia da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, vem causando revolta nas redes sociais.

Nas imagens é possível ver que o servidor faz o uso da viatura em horário de serviço para fim particular. De acordo com as postagens, as imagens foram gravadas na última segunda-feira (25).

Matéria continua após a publicidade

A pessoa que enviou o vídeo para reportagem do jornal Folha MS pediu para não ser identificada, contou que as imagens foram gravadas nas proximidades do colégio Tenir e o fato não seria uma novidade na escola tendo ela, flagrado a situação outras vezes, inclusive por servidores de outros órgãos tanto da administração municipal como estadual.

Procurada pela reportagem do Folha MS, a Secretaria de Estado, Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (SEJUSP), enviou nota, afirmando que será aberta uma sindicância para averiguar os fatos e adotar as medidas administrativas pertinentes ao caso.

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por meio da Coordenadoria Geral de Perícias vai abrir uma sindicância para averiguar os fatos e adotar as medidas administrativas necessárias” diz a nota.

Matéria continua após a publicidade

Em 2017, uma recomendação emitida pelo Ministério Público Estadual ao Detran-MS, solicitou que os servidores do órgão não fizessem uso de veículos oficiais para fins particulares sob pena de responsabilização por improbidade administrativa.

Em outubro de 2018, a Sinpol-MS enviou um ofício ao Delegado Geral Diretoria Geral da Polícia Civil-MS, informando sobre o recebimento de diversas denúncias que chegavam ao órgão sobre o uso de viaturas em emprego para fins particulares de forma irregular e solicitou que fosse determinada a correta destinação aos veículos policiais.

Com informações do Jornal Folha MS.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos