Em mais uma ação realizada nesta semana pela – Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), fiscais do órgão constataram, novamente, produtos vencidos expostos à venda em uma rede de supermercado da Capital.

“Quando temos esses supermercados em caráter repetitivo, as multas são majoradas por repetição da infração administrativa. O aumento varia entre 5% e 10% cada vez que o mercado repete a infração. No caso dessa rede a inicial era de 200 Uferms e já está na casa das 400 Uferms, o valor de cada multa”, explica o superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão.

Matéria continua após a publicidade

Na oportunidade os fiscais descartaram, entre outros, 18 embalagens de requeijão cremoso, 73 embalagens de biscoito integral, e ainda itens como batata ondulada, latas de cerveja e refrigerante, o que resultou em 145 produtos vencidos. Irregularidades como propaganda enganosa e o não cumprimento de ofertas também foram constatadas.

Marcelo Salomão reforça também que ao adquirir um produto fora de validade o consumidor está colocando em risco a saúde das pessoas que estão a sua volta, e orienta para que ao encontrar um item vencido seja realizada a denúncia, evitando assim que outros consumidores comprem produtos impróprios para o consumo.

Matéria continua após a publicidade

O Procon Estadual disponibiliza o número 151 e o Fale Conosco do site  aos consumidores para informações e denúncias.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos