A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou concurso público para técnico administrativo no campus da Cidade Universitária, em Campo Grande. São sete vagas disponíveis e o salário é de R$ 4,1 mil. As inscrições começam no dia 15 de janeiro. Confira o EDITAL .

O concurso público oferece vagas para os cargos de analista de tecnologia da informação, administrador, químico e técnico em assuntos educacionais. Os profissionais terão carga horária de 40 horas semanais e a remuneração é de R$ 4.180,66. Os técnicos administrativos ainda recebem um auxílio alimentação no valor de R$ 458.

Matéria continua após a publicidade

Confira os cargos e requisitos:

  • Analista de Tecnologia da Informação – Desenvolvimento de Soware (1 vaga): Curso de Graduação na área de Tecnologia da Informação reconhecido pelo MEC.
  • Analista de Tecnologia da Informação – Infraestrutura e redes (1 vaga): Curso de Graduação na área de Tecnologia da Informação reconhecido pelo MEC.
  • Administrador (1 vaga): Curso de Graduação em Administração reconhecido pelo MEC + Registro no Conselho Competente (CRA/MS).
  • Químico (1 vaga): Curso de Graduação em Química reconhecido pelo MEC + Registro no Conselho Competente (CRQ/MS).
  • Técnico em Assuntos Educacionais (3 vagas): Curso de Graduação em Pedagogia ou Curso de Graduação em Licenciatura reconhecidos pelo MEC.

O concurso é organizado pela Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura) e as inscrições acontecem pela internet. As inscrições começam no dia 15 de janeiro e seguem até 17 de março. A taxa de inscrição é de R$ 150 para todos os cargos. As provas acontecem no dia 28 de abril.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos