Na manhã desta quinta-feira (09), o gabinete da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPP) da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), informou o número de bolsas de pesquisa recolhidas conforme os recentes decretos do Ministério da Educação.

Os sistemas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) de inclusão/exclusão de bolsas de mestrado e doutorado não foram abertos no mês de maio e, deste modo, todas as bolsas não ocupadas por todos os programas de Pós Graduação de todas as instituições, incluindo os campus da UFMS, foram recolhidas pela Capes.

Matéria continua após a publicidade

Conforme o boletim, a UFMS perdeu a disponibilidade de 26 bolsas de doutorado, 9 de mestrado e uma de PNPD, conforme lista abaixo:

Doutorado:

Propp - 1

Matéria continua após a publicidade

Administração - 4

Biotecnologia - 3

Computação - 2

Computação (Associação UFG) - 4

Educação FAED - 1

Farmácia - 1

Letras CPTL - 1

Química - 9

Mestrado

Computação - 7

Educação FAED - 1

Farmácia - 1

PNPD:

Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste - 1

Segundo a PROPP, ainda não há uma nota oficial e concreta sobre a liberação dos recursos de custeio do Programa de Apoio à Pós-Graduação (PROAP), mas tudo indica que não houve cortes e que a liberação deve acontecer nas próximas semanas.

Estamos envidando esforços junto à Capes e ao FOPROP (Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação) no sentido de reverter essa situação e atentos a novas informações, que serão repassadas assim que as tivermos.

Aproveitamos para informar que todos os editais de fomento abertos pela Propp estão suspensos, até que possamos reavaliar o impacto do contingenciamento sofrido pela UFMS em sua verba de custeio.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos