Por decisão da maioria, o Tribunal Regional Eleitoral de Corumbá decidiu manter pela cassação do mandato do vereador Iraliton Oliveira Santana (Baianinho). 

Baininho, que foi eleito vereador com 1.524 votos na coligação “Por Corumbá estamos juntos”,  foi acusado de compra de votos, e crimes eleitorais na eleição de 2016. No dia da eleição, a Polícia Federal de Corumbá fez uma ação na casa do então candidato Baianinho, após denúncia de crime eleitoral na modalidade de compra de votos. O caso corria em segredo de justiça e não se sabe de todas as provas e fatos envolvendo a investigação.

Matéria continua após a publicidade

Segundo a publicação do TRE/MS na terça-feira (20), por maioria, o Tribunal rejeitou a questão de ordem e manteve a relatoria dos embargos. E por unanimidade, deu provimento aos embargos para determinar o imediato cumprimento da decisão que confirmou a cassação de diploma do vereador.

Em contato com seu Advogado Valeriano Fontoura, informou que estao aguardando a publicação para entrar com recurso especial. Baianinho ainda pode recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral e ao Supremo Tribunal Federal. 

O vereador, que foi o segundo mais votado durante o último pleito, com 1.521 votos, aguarda a decisão exercendo o cargo.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos