Motonáutica vai agiliza atendimento em rios pantaneiros / Imagem: Divulgação

O 3º Grupamento de Bombeiros Militar de Corumbá poderá receber novos veículos para operações nas regiões ribeirinhas, bem como nas áreas urbana e rural. É o que estão solicitando os vereadores Evander Vendramini e Manoel Rodrigues para agilizar atendimentos tanto por água, como por terra, em solo pantaneiro.

Os pedidos foram feitos esta semana, durante sessão do Poder Legislativo, endereçados ao Governo do Estado, bem como à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, e ao Comando do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul (CBMMS).

Matéria continua após a publicidade

Para Evander e Manoel, é necessário dotar o Grupamento de Corumbá de equipamentos importantes como as motonáuticas e as motos-resgate, que vão apoiar as operações de resgate, com deslocamentos mais rápidos, agilizando atendimentos às vítimas, enquanto aguardam a chegada das unidades de resgate.

As solicitações estão sendo encaminhadas ao governador Reinaldo Azambuja, como também ao Chefe do Estado Maior do Corpo de Bombeiros Militar, Coronel Rodinei Ribera Ceballos, e ao secretário de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira.

Evander lembrou que “o Corpo de Bombeiros de Corumbá presta um grande serviço à sociedade e, por isso mesmo, merece reconhecimento de todos, mas é preciso que seja dotado de equipamentos importantes para ampliar o seu leque de atuação, contribuindo para um serviço mais rápido, aumentando as chances de salvar vidas não só na área urbana, mas também na zona rural e regiões ribeirinhas”, destacou Evander.

Matéria continua após a publicidade

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos