Corumbá (MS)- Uma cena lamentável e repulsiva foi registrada na manhã desta quarta-feira (6), por uma equipe de reportagem da TV Morena que trabalhava na produção de uma matéria sobre a dificuldade enfrentada pela população na marcação de exames junto à central de regulação.

Após a confecção do conteúdo que foi ao ar na primeira edição do telejornal local, (MS 1), um servidor municipal conhecido como Chiquinho Gomes, lotado na secretaria de esportes do município (Funec), se aproximou do cinegrafista Valdeir Pereira e Karla Salentim, questionando sobre uma suposta filmagem em que ele teria aparecido.

Matéria continua após a publicidade

Nas imagens é possível ver o servidor que se encontrava no horário de expediente, mas fora da sua unidade de lotação, tentando impedir que a equipe registre as imagens e ameaçando de quebrar o equipamento da TV, além de ter agredido o cinegrafista com um empurrão.

No áudio e possível entender claramente ainda o servidor ameaçando o cinegrafista algumas vezes.

“Ele está me filmando, tá me filmando sim”, dizia o servidor insistindo que a equipe estaria no local fazendo imagens dele.

Matéria continua após a publicidade

Apesar das tentativas da repórter em explicar que as imagens que estariam sendo captadas são de um prédio público, sem ter o mesmo como foco, o servidor prosseguiu com as ameaças.

“Eu to falando pra você rapaz, eu to falando…. se você me filmar… se você virar para o meu lado eu vou quebrar essa câmera”, afirmou.

Após isso o servidor teria empurrado o cinegrafista e tentado pegar seu equipamento.

Toda ação foi acompanhada por dois guardas municipais que só se mobilizaram para acompanhar o ocorrido após o pedido da repórter.

De acordo com os profissionais de imprensa, um boletim de ocorrência deverá ser confeccionado na tarde desta quarta-feira.

Consultado pelo Folha MS, o Secretário de Saúde Rogério Leite, informou ter tomado conhecimento dos fatos ocorrido na frente de uma unidade liga à sua pasta e lamentou o ocorrido.

“É um episódio lamentável, isso daí não vem de cunho ao nosso perfil e que foi de uma atitude individual que a gente não sabe nem o porquê disso”, afirmou.

Em nota publicada no site institucional da prefeitura o município informa que as atitudes do servidor não foram tomadas com a conivência ou autorização da administração e que estará fazendo uma “apuração minuciosa” para que sejam adotadas as medidas cabíveis.

A nota ainda declara que a prefeitura “mantém um bom relacionamento com a imprensa” e destaca que a liberdade de imprensa é fundamental para o exercício da democracia.

No entanto, o esclarecimento não aborda o motivo da presença do servidor lotado em outra unidade institucional em horário de expediente no local.

Confira a nota na íntegra:

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos