Amaszonas foi sugerida para fazer ligação Corumbá-Santa Cruz / Imagem: Divulgação

A implantação de um voo direto para Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, foi sugerida pelo vereador Chicão Vianna, durante a sessão ordinária de ontem, segunda-feira, 02 de novembro, da Câmara de Corumbá, como forma de facilitar a vinda de turistas bolivianos que estão sendo responsáveis, nos últimos meses, pelo aquecimento da economia corumbaense.

“Temos que pensar em buscar alternativas para ligar Corumbá a Santa Cruz. A cidade tem sido destino dos bolivianos que nos visitam, fazem compras no comércio local, movimenta a nossa economia”, comentou, lembrando que, junto com o vereador Manoel Rodrigues, está trabalhando nesse sentido.

Matéria continua após a publicidade

“Vamos buscar alternativas. O Governo concede incentivos à Azul que é responsável pela linha Corumbá-Campinas. A própria Azul poderia operar esse trecho”, citou. Ele pediu apoio de toda a casa nessa empreitada, inclusive para realizar encontros na Bolívia, com as autoridades locais.

Chicão lembrou outra alternativa para ligar Corumbá a Santa Cruz: a vinda da companhia aérea boliviana Amaszonas que já anunciou novos voos para o Brasil (Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu) agora em dezembro.

“Temos que voltar os olhos para a Bolívia. Precisamos de um voo internacional para fazer jus ao nome do nosso aeroporto (Internacional de Corumbá)”, reforçou. Outros vereadores apoiaram a iniciativa. Luciano Costa, por exemplo, destacou a importância dessa ligação que pode ser um incremento para outros segmentos. Lembrou que, até bem pouco tempo atrás, a cidade tinha a Bolívia, como um grande consumidor de material de construção, e que essa ligação pode reaquecer esse comércio.

Matéria continua após a publicidade

Manoel lembrou que o cenário hoje é outro. “Precisamos retomar a discussão para incrementar a nossa economia”, acentuou, sugerindo inclusive a Amaszonas como empresa aérea para operar o trecho Corumbá-Santa Cruz.

Dê sua opinião, comente esta matéria!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.

Já leu?

Leia nossos Artigos