Opinião

Cadê o Batman?

0 Comentários

Imagine receber 108 mil reais em suas férias. Sim, 108 mil reais para você não fazer nada, nada mesmo. Você não fará UMA ação que justifique esse valor. Apenas assinar um papel e ter direito à esse dinheiro.

Essa é a quantia que o ex-vereador de Campo Grande (MS) Ademar Vieira Júnior, o Coringa (PSD) receberá por assumir o mandato de deputado federal, por 30 dias. TRINTA DIAS.

Tudo porque Luiz Henrique Mandetta (DEM) - o titular da vaga - renunciou ao cargo para assumir a função de Ministro da Saúde, no governo Bolsonaro.

A Câmara Federal está em recesso, ou seja: não tem plenário, não tem sessões, as comissões parlamentares não estão funcionando, não há trabalho no Congresso Nacional. Coringa não assume a vaga para trabalhar, apenas para ter direito à uma polpuda quantia de dinheiro público: R$ 33.763,00 de salário, cota parlamentar de R$ 40.542,84 e auxílio-mudança de R$ 33.763,00.

Justamente porque NÃO HÁ TRABALHO ALGUM no Congresso até Fevereiro - quando Coringa deixará de “ser” Deputado - e por não haver nenhuma razão plausível para alguém assumir uma vaga de deputado por 30 dias, NAS FÉRIAS, é que vemos a “boa vontade” do Presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia (DEM) ao ter que estar lá para empossar o dito cujo. De camiseta verde e com uma cara de eu-não-acredito-que-esse-cara-tá-fazendo-isso, Maia estava tão putaço que até jogou a caneta para o Coringa assinar. Acho justo. No lugar dele eu também ficaria muito puto por ter que sair das minhas férias para satisfazer “um sonho” de alguém ser deputado por 30 dias. NAS FÉRIAS!

Clique e coloque o vídeo abaixo em tela cheia:

Talvez o salário de R$ 14.474,65 como subsecretário de Direitos Humanos da Prefeitura Municipal de Campo Grande não fosse o suficiente ou fizesse jus às ambições do nobre político.

Talvez muita coisa precisa mudar neste país, a começar por uma profunda reforma política que impeça esse tipo de coisa - absolutamente legal, mas profundamente imoral.

Talvez seja o Universo compensando o orgulho que o sul-matogrossense sentiu ao ser tão bem prestigiado nesse novo governo que se forma e para equilibrar as coisas, nos brindou com essa tremenda vergonha.

Talvez faltem BATMANS nesse país.

Eu só espero que esse tipo de político, que só pensa em si - e não em desperdício de dinheiro público - seja definitivamente execrado do jogo político.

Aí sim, nenhum Coringa importará mais - porque será carta fora do baralho.

Fábio Marchi

Comentários

Atenção:

Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook, que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza, por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores.