Opinião

O Presidente Conivente

0 Comentários

Que dias estamos vivendo, senhoras e senhores!

Assim como vocês leitores, eu também fiquei perplexo com os acontecimentos de ontem (19): bolsa despencando, dólar subindo, mais prisões de gente importante, Senador sendo suspenso de suas funções (e eu já vi esse filme antes e sei como ele termina), parentada de senador sendo preso e Presidente sendo acusado de obstruir a Justiça - em um grampo realizado com a supervisão da Polícia Federal.

Mas assim que saiu o áudio referente ao trecho mais “bombástico” - a parte em que Temer “dá o aval” para manter o silêncio de Cunha, eu fiquei na dúvida. Porque além de ficar evidente uma certa indução capciosa do interlocutor para “pegar” o Presidente Temer em uma resposta, a fala de Temer possui muitas interpretações.

Primeiro, quando o empresário diz que está ajudando Cunha e sua família, ele não especifica que isso é um “cala-boca” para manter o seu silêncio. E como eu digo sempre: “amigo é amigo, filho da puta é filho da puta” - e qualquer um que tenha sido amigo ou parceiro de Cunha em algum momento, não diria: “Não, porra! Deixa ele morrer na cadeia, a família que se dane!”.

“Ele é bandido, mas é meu amigo - e merece ser ajudado”. A leitura é essa.

Sendo assim, não vejo nada nesse trecho de áudio que possa de facto incriminar o Presidente Temer.

Mas existe um porém - e o Diabo mora nos detalhes.

Em um outro trecho do áudio, o empresário friboiense diz com todas as palavras que está manipulando a Justiça, comprando juízes e manipulando procuradores federais para seus fins escusos e ilegais. Temer ouve e não faz nada.

Nesse momento, o Chefe-Maior da nossa nação prevaricou, ao ouvir a confissão de um criminoso que estava claramente relatando diversos crimes federais que havia cometido e continuava a cometer - e não tomou nenhuma providência.

Não deu voz de prisão, não relatou à Polícia Federal, não tomou nenhuma providência. Ele, como qualquer outro agente do Estado tem o dever de comunicar um crime assim que têm conhecimento do fato - e ele não o fez.

De todo o áudio gravado, ESSE é o crime que Temer cometeu. E ao contrário de Lula ou Dilma, ele não poderá dizer que não sabia.

Ele soube, mas nada fez.

Logo, o crime que pode derrubar Temer não é o trecho “bombástico” que dizem que ele deu “aval” para manter o silêncio de Eduardo Cunha. O endosso para alguém continuar ajudando outrem não é crime - ainda mais quando não existe um contexto nítido do fato.

Mas a omissão de Temer ao comunicar o crime relatado para ele é grave - e é exatamente isso que poderá dar início à sua ruína.

Um Presidente da República que fecha os olhos para os crimes praticados pelos seus amigos, parceiros e aliados não merece permanecer no cargo.

Não é uma questão de direita ou esquerda, não é uma questão de ideologia política. É uma questão de moral, de caráter, de legalidade.

Como respeitar um Presidente que ignora a bandidagem correndo solta sob os seus olhos? Como respeitar um Presidente, cujo amigo bandido confessa seus crimes diante da sua cara - e nada é feito? Fechar os olhos para a criminalidade é a pior das omissões.

Talvez os políticos AINDA não perceberam que nós cansamos de ficar de olhos fechados para os mandos e desmandos do poder que rege o nosso país. Talvez eles ainda não perceberam que Operação Lava-Jato é um indicador de que todos eles passaram e extrapolaram todos os limites possíveis e imagináveis em sua busca por dinheiro e poder.

Talvez eles tenham cometido tantos crimes continuados e reiterados que ações como a desse empresário façam parte da sua surreal rotina e modo de vida - quando para nós meros cidadãos, isso seja uma aberração.

Não, isso está errado! Absolutamente errado.

Confesso sinceramente que cheguei a um ponto em que não me importo mais se a República cair. Se tiver que cair, que caia. Não há problema em cair - o importante é que a nossa República tenha a dignidade de levantar-se depois e andar com retidão, sob o supervisão atenta e permanente dos nossos olhos.

A parte boa disso tudo? O povo brasileiro tem a chance de fazer tudo diferente, nas próximas eleições. Saber votar, saber escolher seus representantes - e varrer de vez toda essa canalhada que se travestem de “representantes do povo” apenas para colocar em prática seus projetos pessoais de poder.

Toda essa sujeira está sendo varrida de baixo do tapete para o nosso campo e visão. É impossível não ver o que está acontecendo de errado, porque o errado é errado, sempre será errado - mesmo que todos estejam fazendo. E o certo é o certo, mesmo que poucos estejam fazendo. Por favor, não confundam esse valores, essenciais para o nosso crescimento e sobrevivência: o errado não vai para frente e todos saem perdendo no final.

Em 2018 nós teremos a chance de fazer o certo eliminando de uma vez por todas, toda essa corja camuflada em seus ternos italianos e gravatas francesas.

Ou você também irá fechar os olhos, tal como o nosso Presidente?

Fábio Marchi
Um bugre que gosta de escrever.

Comentários

Atenção:

Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook, que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza, por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores.