Comente esta Pimentinha

Em Portugal, conforme notícia do jornal “Público” , o Luiz Eduardo Oliveira e Silva juntamente com o irmão José Dirceu e Lula da Silva estão sendo investigados. Para quem não se lembra, o mesmo jornal publicou reportagem sobre doações ilegais da Portugal Telecom na campanha do Lula, na reeleição, com recursos da Portugal Telecom em cerca de $ 200 milhões de euros ou equivalente a cerca de R$ 700 milhões.  O destino desta doação ilegal, está sendo investigado pelo Ministério Público português. 

As negociações da doação da Portugal Telecom ocorreram, segundo o jornal, com interferência direta do primeiro ministro português, José Sócrates e do presidente Lula. O primeiro ministro português já encontra-se em prisão domiciliar por este e outros episódios de ladroagem. A investigação pelo Ministério Público português corre em segredo de justiça. 

Há possibilidade da Justiça portuguesa decretar prisão preventiva do Luiz Inácio Lula da Silva antes mesmo da Justiça brasileira. O ex primeiro ministro José Sócrates já está preso

A Justiça portuguesa não é tão seletiva e tolerante como a Justiça brasileira. Pela notícia do jornal português, Luiz Eduardo é elemento de ligação do Lula da Silva com o crime praticado em Lisboa. 

É isso que podemos chamar de Globalização, né?

La Pimentita
"La Pimentita" é a mascote do blog Malagueta - um blog coletivo de humor sem nenhum compromisso com a realidade. Qualquer personagem ou situação narrada aqui caso não seja explicitamente denominado(a), é mera coincidência.

Dúvidas? Críticas? Sugestões? Ficou putinho(a)? Mande um e-mail!

Já viu essas ardidinhas?

Dê sua opinião, comente esta pimentinha!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.