Comente esta Pimentinha

Depois do papelão do caso das placas de apoio ao turista produzidas pelo Seu Creysson - e que viraram chacota nas redes sociais, a população ficou se perguntando: a Prefeitura não tinha UM profissional BOM para fazer esse trabalho? Ninguém revisou sáporra? Não teve nem um babaovozinho pra tirar os olhos do chefe e OLHAR para as placas e dizer: “Eu acho que tem alguma coisa errada aqui…”?

Pois bem. Soubemos também através das redes sociais, que Prefeitura teve ajuda. Uma GRANDE ajuda, por sinal: da UFMS de Corumbá.

Indignado, o Diretor da UFMS, o Professor DR. Dr. Edgar Aparecido da Costa mandou um e-mail para todos os envolvidos no projeto, inclusive empresas turísticas cujo trecho diz assim:  

“Estou profundamente chateado com a notícia dos erros grosseiros das placas de sinalização turística que estão sendo veiculados nas redes sociais. Quero dizer que fomos procurados para fazer a tradução do português para o inglês e prontamente atendemos, gratuitamente, a solicitação. Nomeei a professora Regina Baruki, profunda conhecedora das línguas inglesa e portuguesa, que traduziu as denominações. Rigorosa como é, tenho absoluta confiança no seu trabalho – por isso a nomeei para prestar este serviço extremamente relevante para a sociedade. Informada pelos alunos dos erros do tipo “Forte Junqueira” “Junqueira Strong”, a professora solicitou-me explicações. Não as tenho. Veiculou uma explicação muito vaga nas redes sociais – muito mais uma retratação.

Solicito explicações do ocorrido. Ficou mal para todos nós que amamos a cidade em que vivemos. Muito pior ainda para nós da UFMS que colaboramos para fazer a coisa certa e bem feita. Esse tipo de erro não pode acontecer. Tem muita coisa em questão” 


Aaaaaaaaaaala! Aí o bicho pegou. Pensa numa resposta XUCRA, do Prefeito de Corumbá (que eu juro que não acredito que foi ele que escreveu - e sim um dos seus puxa-sacos de plantão - um político de verdade JAMAIS escreveria uma resposta dessas), no dia seguinte à divulgação desse e-mail (os destaques em negrito e os comentários entre parênteses são nossos):

Ao douto e escorreito (já começa sacaneando aqui. ESCORREITO é que não tem defeito, falha ou lesão) Professor Edgar Aparecido da Costa

Diretor CPAN/UFMS – gestão 2013-2017

“ Ao tomar conhecimento das duras críticas (Não são críticas - é um pedido de explicações por conta da CAGADA que fizeram, com o nome da UFMS no meio ).  feitas pelo diretor Edgar Aparecido da Costa, do Campus da UFMS em Corumbá e encaminhado aos mais diversos segmentos do setor de Turismo e em respeito às pessoas que trabalharam duramente para que Corumbá pudesse ter implantado um projeto de sinalização turística em sua área histórica sinto-me na obrigação de prestar alguns esclarecimentos (OBRIGACÃO? Você DEVE explicações, sim! É o nosso dinheiro, Champs!).

Ninguém está acima do bem e do mal e todos nós estamos sujeitos a cometer erros, sejam eles mínimos, grosseiros ou crassos. A Prefeitura também não está livre de cometer falhas, até porque só não as comete quem fica em sua redoma, exalando tecnicismo e burocracia (olha a insinuação aqui que o Diretor não sai da sua sala). Lamentamos e já tomamos medidas enérgicas (Puteou quem? Quem foi a ANTA que mandou isso ser confeccionado?) para sanar os problemas ocorridos com uma mínima parte das placas de sinalização turística que estão sendo instaladas (Ei, psiu! elas JÁ FORAM INSTALADAS!). na área histórica de Corumbá. A empresa responsável já foi notificada e fará a correção e troca das placas sem ônus para a Prefeitura (Mas que MARAVILHA! Ficamos muito felizes com isso, viu? Também, por 500 mil reais por umas plaquinhas dessas, dá para refazer esse trabalho umas 10 vezes, se necessário.).

A tradução das mesmas foi muito bem feita pela Professora Regina Baruki e acompanhada pela Fundação de Turismo. Aliás, a Professora Regina sempre foi uma parceira de grande valor para a Prefeitura de Corumbá, independente das dificuldades enfrentadas (então o que DEABOS aconteceu? Até agora ninguém explicou nada).

Continuaremos trabalhando e buscando fazer o melhor por nossa cidade e por nossa população (Bem, a população votou no senhor para isso, né? Que bom que podemos contar com essa determinação, viu?). E sendo assim, certamente continuaremos sujeitos a erros. Errar faz parte da caminhada de qualquer ser humano (mas persistir nos erros, é burrice). Não estamos aqui minimizando ou justificando o que houve, até porque não nos movemos e nem nos “chateamos” pelo o que é compartilhado nas mídias sociais (Rá! Imaginaaaaaa! Só criam um grupo secreto para perseguir cidadãos e funcionários que criticam a Prefeitura). Estamos sim nos colocando como pessoas que querem construir um legado (Construir LEGADO? Ohôooooo vaidade!!!) e legados se constroem com coragem (e  neste caso, com o dinheiro dos nossos impostos), sem medo de errar e enfrentar críticas, deixando de lado as salas refrigeradas e fazendo o que precisa e que nunca foi feito (que bom que podemos contar com isso, de uma Prefeitura!).

Quanto ao “amor por Corumbá” expresso pelo Sr. Diretor, ressalto que esse não é um sentimento de sua exclusividade (mas onde ele disse que esse sentimento era EXCLUSIVO dele? "TODOS NÓS QUE AMOS A CIDADE", senhor Prefeito. "TODOS NÓS".  Fica a sugestão de um curso específico de INTERPRETAÇÃO DE TEXTO, a ser dado na Prefeitura). No nosso caso preferimos expressar nosso amor falando menos e fazendo mais (expresse também seu amor arrumando as ruas e o Pronto-Socorro, pelamordedeus). Afinal, como diz o poeta: “quem ama cuida” e nós estamos procurando cuidar da nossa cidade.

Finalizando, ressalto a confiança na equipe da Prefeitura (Oi? Confiança no quê?), especialmente, neste caso, aos funcionários da Seinfra e da Fundação de Turismo responsáveis por esse projeto (Responsáveis por fazer MERDA nesse projeto, você quer dizer!) tão importante para a nossa cidade e que tem enfrentado todas as dificuldades inerentes a essa grande crise econômica com competência, realização e determinação (Com um orçamento anual de mais de  R$ 500 milhões e a cidade  nesse estado, fico imaginando onde está a crise)” .

Paulo Duarte

Prefeito de Corumbá


Ou seja, além de esculachar com um Diretor de uma Universidade Federal que se prontificou em ajudar GRATUITAMENTE, ainda passou a mão na cabeça da sua equipe incompetente - que nem se dá o trabalho de revisar algo que é feito com o dinheiro público.

Prefeito Perfeito, não erra nunca - apenas equivoca-se. 

Após esse resposta, mais grossa que parede de Igreja, o Diretor, envergonhado pelo seu erro em mandar um e-mail para uma lista além do que ele imaginava, pediu desculpas pelo ocorrido - o que logo prontamente, o folhetim oficial da Prefeitura noticiou como se o Diretor estivesse 100% errado e teve que reconhecer seu amargo erro. A vítima virou o VILÃO! Hahahhahahahhahahahha!!! Não pode reclamar, viu? Aceita, que dói menos! HAHAHHAhahahHAHAHHAHAHA!!!

Alto lá! Talvez o Diretor tenha errado em mandar seus questionamentos para além dos responsáveis - mas isso não tira o seu direito de indignar-se sobre a situação. Afinal de contas, QUEM SABIA que a UFMS estava realizando esse trabalho e viu a PORCARIA realizada, imaginou que isso foi obra da UFMS.   
 
UM APARTE
  
Sabiam que existem países onde basta apenas um telefonema para um Senador, reclamando sobre funcionários do Governo Federal (geralmente do mesmo partido) e plim! - diretores reclamões universitários acabam desempacotando sua mudança em alguma unidade da Universidade na floresta amzônica, logo depois do Reveillón. Manda quem pode, obedece quem tem juízo. Por sorte, estamos no Brasil e aqui não acontece esse tipo de coisa.


VOLTEMOS

Enfim - no final das contas, enrolaram, enrolaram e ninguém acabou explicando nada.   
  
Enrolação e incompetência. Nunca vi algumas simples placas representarem TANTO, uma Administração Municipal.  
  
Parabéns. Congratulations! 

La Pimentita
"La Pimentita" é a mascote do blog Malagueta - um blog coletivo de humor sem nenhum compromisso com a realidade. Qualquer personagem ou situação narrada aqui caso não seja explicitamente denominado(a), é mera coincidência.

Dúvidas? Críticas? Sugestões? Ficou putinho(a)? Mande um e-mail!

Já viu essas ardidinhas?

Dê sua opinião, comente esta pimentinha!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.