Comente esta Pimentinha

E não é que o Kadinho Ribeiro, o ex-fuzileiro naval que detonou com a Marinha Brasileira - e de japa, Corumbá, Ladário e Bolívia - gravou um vídeo com a cara mais lambida que cachorro que caiu de mudança, todo arrependido?

Mas nesse vídeo de “desculpas” ele continua detonando com a Marinha, com os bolivianos e com a mulherada de Ladário, dizendo que “a maioria quer ficar com naval, para usar de passaporte, para ir para o Rio de Janeiro, ter uma vida melhor”. E pior, continua afirmando que os bolivianos fedem e que existem “duas Marinhas”.   

Engracado, quando o sargento fuzileiro naval Willian Afonso dos Santos (30) matou uma mulher, Greice Soares Roque, (26) estrangulada e ocultou o corpo dentro de uma mala, EM LADÁRIO, há cerca de três anos, a população da região não pré-julgou a Marinha e seus integrantes, de assassinos - pois Corumbá e Ladário são cidades inteligentes e maduras o suficiente, para isso. Daí vê-se a maturidade do pobre militar-oprimido-psicologicamente.  
  
Sabe aquela oportunidade de ficar quieto, para não fazer cagada? O Kadinho perdeu essa oportunidade de OURO, duas vezes - e nas duas vezes mostrou ser covarde, para tirar seus vídeos do ar, após publicados.

Entendam amiguinhos: depois que vai pro ar, a merda está feita. Não quer que dê merda? Então não poste. Sempre alguém vai baixar os vídeos, fotos ou dar prints nas telas.  
  
Simples, assim.

La Pimentita
"La Pimentita" é a mascote do blog Malagueta - um blog coletivo de humor sem nenhum compromisso com a realidade. Qualquer personagem ou situação narrada aqui caso não seja explicitamente denominado(a), é mera coincidência.

Dúvidas? Críticas? Sugestões? Ficou putinho(a)? Mande um e-mail!

Já viu essas ardidinhas?

Dê sua opinião, comente esta pimentinha!

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.