Brasília

Ministra Damares suspende contrato de R$ 45 MILHÕES que criaria criptomoeda para índio

O contrato milionário, no apagar das luzes, consistia, informou O Globo, na elaboração de serviços como mapeamento funcional, criação de banco de dados territoriais e implementação de criptomoeda para populações indígenas.  Servidores da Funai denunciaram que os trabalhos são “de questionável pertinência técnica” e foram contratados “sem análise técnica de nenhum setor”.