O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Geral Redação 14/Agosto/2020 / Última edição às 15:08:10

Com quase 600 óbitos, Estado de MS confirma mais 875 infectados pela Covid-19

A tendência de crescimento se mantém alta desde 11 de junho e tem se mantido em alta.


Nas últimas 24 horas a Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou mais 21 óbitos em decorrência do novo coronavírus, totalizando 591 vidas perdidas desde o início da pandemia em Mato Grosso do Sul. A tendência de crescimento se mantém alta desde 11 de junho e tem se mantido em alta conforme a secretaria-adjunta da saúde, Christine Maymone. “Estamos com óbitos próximo aos 600 e voltamos a aumentar nossa taxa de letalidade para 1,7%. Já estamos com 13,6 óbitos por dia nos últimos 7 dias”, destacou.

Do total de mortes registradas no boletim oficial desta sexta-feira (14), 10 são de Campo Grande, sendo apenas um com nada relatado e os demais com fatores de risco ou comorbidades. A média móvel de óbitos na Capital está em 6,6 por dia conforme apresentado. Os demais casos foram registrados em Aquidauana (4), Corumbá (2), Dourados (1), Ladário (1), Anastácio (1), Coxim (1) e Ponta Porã (1).


Os novos infectados confirmados somam 875, que representa um acréscimo de 2,5%. A média móvel de testes positivos nos últimos 7 dias é de 778 novos casos por dia. As cinco cidades com mais confirmações neste dia são: Campo Grande (384), Corumbá (107), Aquidauana (59), Sidrolândia (56) e Anastácio (29).

Frente ao avanço exponencial da doença e para que haja um número mais próximo da realidade e sejam adotadas medidas mais eficazes de enfrentamento, o titular da SES, Geraldo Resende reforçou o pedido para que os municípios façam o encerramento dos casos no sistema. “Estamos sempre pedindo que os senhores secretários e secretarias de saúde encerrem os casos. São 4.202 casos com os exames de posse dos municípios”.

Quanto as taxas de isolamento social, a média registrada ontem (13) em Mato Grosso do Sul foi de 37%, com variação de 26,7% a 70% nos municípios sul-mato-grossenses. Campo Grande atingiu 35,7% para o dia, permanecendo entre as três capitais brasileiras com menor adesão ao recolhimento. Confira aqui a lista completa de cidades mapeadas.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.