O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Polícia Midiamax 13/Outubro/2020 / Última edição às 14:11:51

Estuprada pelo tio, menina de 9 anos implorava para mãe não ir trabalhar

Agressor se aproveitava de quando a mãe estava longe


Homem de 51 anos foi preso pela Polícia Militar por estuprar a sobrinha de nove anos na cidade de Mundo Novo, a 462 quilômetros de Campo Grande. Ele se aproveitava para cometer os abusos quando estava sozinho com a criança, motivo pelo qual a vítima implorava para que a mãe não saísse para trabalhar. A prisão ocorreu na sexta-feira passada, mas foi divulgada apenas nesta terça-feira.

A PM foi acionada inicialmente para atender uma ocorrência envolvendo desentendimento familiar no bairro Tapajós. Lá, foi descoberto que o pai da menina, ao tomar conhecimento da violência sexual, agrediu o autor. A mãe da criança, de 30 anos, explicou que ela e o marido moram em Eldorado, mas trabalham em um frigorífico em Itaquiraí.

Junto com eles morava o tio da criança, de 51 anos. Nos últimos dias, a mulher notou comportamento estranho da filha que sempre chorava e pedia de forma insistente para que ela não fosse trabalhar. A menina alegava ter medo de ficar em casa com o tio, mas não dizia o motivo.

No entanto, a vítima acabou relatando que o homem a beijava e a tocava sempre que ficava sozinho com ela. Diante dos fatos, os pais foram até Mundo Novo, onde o tio estava, e passaram a questioná-lo. Embriagado, ele acabou confessando tudo, oportunidade em que foi agredido pelo pai da menina e em seguida preso pela PM.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.