O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Brasil Extra 16/Abril/2021 / Última edição às 17:21:50

Garota de programa é presa acusada de estuprar empresário

O relacionamento era marcado por muitas brigas e há, inclusive, registros de ocorrência feitos junto à polícia por conta de crimes da Lei Maria da Penha.


Lidia Nayara de Azevedo, 38 anos, foi presa acusada de estuprar o ex-namorado, um empresário de 29 anos. A jovem seria garota de programa e foi detida em Copacabana, no Rio de Janeiro.

Em depoimento prestado na 13ª DP (Ipanema), a vítima disse que foi convidado para ir ao apartamento dela para uma reconciliação, mas recebeu uma bebida adulterada e acabou dormindo por quase 24 horas seguidas.

O empresário conta que só despertou quando recebeu telefonemas da mãe, que revelou ter recebido fotos e vídeos enviados pela jovem. Nas imagens, ela mostrava a sessão de abusos sexuais, onde teria inserido dedos e vibrador no ânus do rapaz.

Segundo ele, os dois namoravam desde novembro de 2016, entre idas e vindas. O relacionamento era marcado por muitas brigas e há, inclusive, registros de ocorrência feitos junto à polícia por conta de crimes da Lei Maria da Penha.

As imagens também foram postadas em redes sociais e aplicativos de conversa para humilhar a vítima. De acordo com o delegado Felipe Santoro, titular da 13ª DP, Lidia foi presa temporariamente pelo crime de estupro.

A garota de programa já possui ficha criminal por roubo e tentativa de homicídio. Ela foi encaminhada ao sistema prisional.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.