O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Interior Midiamax 21/Maio/2020 / Última edição às 14:31:59

Identificada professora e filhos que morreram em colisão frontal entre carro e caminhão na BR-262

Acidente aconteceu durante uma ultrapassagem


Foi identificada a mulher que morreu em um acidente na manhã desta quinta-feira (21), na BR-262, próximo ao distrito Garcia em Três Lagoas, aproximadamente 330 quilômetros de Campo Grande. A vítima era a professora Nilda Torales.

A professora estava no carro acompanhada de seus dois filhos que também morreram na colisão. Ela era natural de Porto Murtinho. O acidente teria acontecido durante uma tentativa de ultrapassagem, sendo que Nilda acabou batendo de frente com uma carreta, que vinha no sentido contrário. Com a colisão, as vítimas ficaram presas nas ferragens, e o Corpo de Bombeiros teve de usar desencarcerador para a retirada dos corpos.

No carro não estava outra mulher, como dito anteriormente, e sim a professora com os dois filhos. O nome das crianças não foi divulgado pela polícia. A professora estava seguindo sentido Água Clara.

Nilda era professora e atuava em Três Lagoas. A PRF (Polícia Rodoviária Federal), além dos bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) estiveram no local. O motorista da carreta não teve ferimentos.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.