O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Clima & Tempo MidiaMax 27/Julho/2021 / Última edição às 18:56:02

Novo alerta reforça temperatura abaixo de 0 no interior de Mato Grosso do Sul

O Aviso Meteorológico emitido na tarde desta terça-feira (27) alerta sobre a probabilidade de ocorrência do fenômeno de geada nos municípios da região sudoeste de Mato Grosso do Sul.


Mais um alerta, desta vez do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), apontou possibilidade de geada em parte de Mato Grosso do Sul, e com temperatura negativa em cidades do interio. O Aviso Meteorológico emitido na tarde desta terça-feira (27) alerta sobre a probabilidade de ocorrência do fenômeno de geada nos municípios da região sudoeste de Mato Grosso do Sul, entre os dias 28 e 30 de julho (quarta, quinta e sexta-feira).

De acordo com a meteorologista Valesca Fernandes, coordenadora do Cemtec/Semagro, o fenômeno é em decorrência da queda acentuada nas temperaturas mínimas em Mato Grosso do Sul provocada pelo avanço de uma massa de ar frio de origem polar que já derrubou as temperaturas em todo o Estado, configurando a terceira onda de frio do ano a partir desta terça-feira (27).

Conforme prognóstico do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) há chance de temperaturas negativas para região de Rio Brilhante. O Inmet também emitiu aviso de declínio acentuado de temperaturas a partir das 14h desta terça-feira. O declínio maior que 5°C oferece riscos à saúde.

Risco de morte?

Informações do Climatempo indicam que o frio em Mato Grosso do Sul será intenso nos últimos dias do mês de julho. “A sequência de dias gelados poderá causar, direta ou indiretamente, a morte de pessoas em situação vulnerável e de moradores de rua, quer por hipotermia ou uso de aquecedores inadequados, fogareiros, pequenas fogueiras à base de algum combustível. Atenção especial com as pessoas idosas e crianças”, alertaram especialistas.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.