O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Brasil Folfa de S. Paulo 08/Abril/2021 / Última edição às 11:34:08

Lula impacta 2022 e empata com Bolsonaro em popularidade digital um mês após aval de candidatura

Reabilitação eleitoral do ex-presidente Lula(PT), que completa um mês nesta quinta-feira (8), impactou o cenário para 2022 a ponto de incomodar Bolsonaro (sem partido) em um terreno no qual ele ostenta desenvoltura, o das redes sociais.


A reabilitação eleitoral do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que completa um mês nesta quinta-feira (8), impactou o cenário para 2022 a ponto de incomodar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em um terreno no qual ele ostenta desenvoltura, o das redes sociais.

Segundo o Índice de Popularidade Digital, Lula estava empatado tecnicamente com Bolsonaro no quesito desempenho digital no início desta semana, depois de um pico em meados de março que fez o atual presidente assumir um inédito segundo lugar.

Bolsonaro, que lidera o IPD desde que o monitoramento foi criado, em janeiro de 2019, ficou atrás de Lula por nove dias consecutivos a partir de 8 de março, data em que o ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), anulou as condenações do petista na Operação Lava Jato.

Na última segunda-feira (5), quando a Quaest concluiu o relatório do período, os dois pré-candidatos à Presidência estavam em posição de empate técnico: Bolsonaro com 63,3 e Lula com 61,1.

Para analistas, o quadro na esfera virtual confirma a previsão de polarização entre bolsonarismo e petismo para a eleição de 2022, já que não surgiu até o momento um nome capaz de rivalizar com os dois campos que chegaram ao segundo turno em 2018.

Embora evite se colocar desde já como concorrente, o petista fez discurso de candidato no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC dois dias após a decisão de Fachin, intensificou o volume de entrevistas no Brasil e no exterior e passou a se colocar como um dos líderes da oposição ao governo.

A estratégia do PT, contudo, passa por desestimular a antecipação do clima eleitoral, preparando as bases ao longo de 2021, com atuação na defesa da vacinação e no enfrentamento à fome e ao desemprego, para só depois colocar a pré-campanha na rua. já vinha em tendência de queda no IPD antes mesmo da decisão do STF que recolocou Lula no páreo. A piora refletiu as críticas à condução de medidas contra a pandemia da Covid-19 e o agravamento da crise econômica. Em 1º de janeiro, a pontuação do mandatário alcançava a marca dos 83,2.

O ex-presidente vinha ganhando impulso e atingiu o ápice em março, com a mudança em sua situação jurídica. Depois disso, ele caiu e voltou a subir, ameaçando o atual titular do Executivo. Caso se candidate, o petista terá o desafio de ampliar sua presença digital, ainda inferior à do adversário.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.