O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Capital Top Midia News 15/Outubro/2020 / Última edição às 15:13:12

Mãe é presa por surrar e obrigar filha adolescente a se prostituir

A mulher, de 40 anos, obrigava a própria filha a fazer programas em um motel.


Cansada de ter que se prostituir para sustentar a casa, uma adolescente de 16 anos denunciou a mãe, na noite desta quarta-feira (14), após ser espancada e expulsa de casa por não ter feito um programa.

A mulher, de 40 anos, obrigava a própria filha a fazer programas em um motel localizado na região sul de Campo Grande. Ela agendava os clientes e, quando a menor se recusava, a mulher agredia e mandava a jovem ir embora de casa.

A delegada Anne Karine, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher), citou que a menor está machucada e que a mãe foi presa em flagrante por favorecimento da prostituição e exploração sexual, e lesão corporal dolosa.

“A vítima de 16 anos residia com a mãe e, na data de ontem, ela tinha um programa agendado. Segundo a vítima, era a mãe que agendava os programas e ontem não deu certo, pois o cliente desmarcou. Por esse motivo, a mãe, que queria o dinheiro, agrediu fisicamente a adolescente e a colocou para fora da residência”, contou a delegada.

A adolescente acionou a Polícia Militar, que fez o encaminhamento da menor à Deam.

“A vítima contou que todas às vezes em que os programas não davam certo, a mãe a expulsava de casa. Mas, ela cansou da situação e resolveu denunciar”.

A mãe da garota informou à Polícia que sabia sobre os programas da filha e que deixava usar o aparelho celular para marcar, mas que não a obrigava e não interfere nas decisões dela, porque a filha é rebelde.

Conforme a delegada, a mulher tem várias passagens criminais, inclusive uma na DEPCA (Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente).

Para denúncias relacionadas a abuso ou violência as vítimas podem procurar o Disque 100, ou o 190.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.