O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Saúde Portal de Notícias de MS 03/Março/2021 / Última edição às 12:10:18

Mato Grosso do Sul registra 91% dos leitos públicos de UTI para Covid-19 ocupados

Resende disse que o estado tem dificuldades para abrir novos leitos de UTI.


Mato Grosso do Sul registra nesta quarta-feira (3), 91% de ocupação dos leitos públicos de terapia intensiva (UTI) para atendimento de pacientes com Covid-19.

Segundo o boletim epidemiológico, de 298 leitos de UTI públicos, 270 estão ocupados, sendo 244 com casos já confirmados e 26 com suspeitos. Resende disse que o estado tem dificuldades para abrir novos leitos de UTI em razão da falta de mão de obra, como médicos e enfermeiros, mas que busca alternativas com os municípios.

Ele adiantou que trabalha para abrir 10 novos leitos em Três Lagoas, 15 em Dourados (10 no Hospital Universitário e 10 no Santa Rita) e mais 10 em Ponta Porã.

Em relação a Campo Grande, disse que o Hospital Regional trabalha com capacidade acima de sua lotação, utilizando todos os 79 leitos de UTI para Covid-19 e ainda mais 5 leitos de retaguarda, e que outras instituições como a Santa Casa, Hospital Universitário e clínicas particulares estão com 100% de capacidade ocupada.

Resende afirmou que “não existem leitos de UTI disponíveis em Campo Grande” e que está aberto a parceria com o município. Citou que um exemplo dessa ação conjunta vai ocorrer no Hospital Regional, onde a prefeitura vai ceder profissionais para manter unidades de terapia intensiva em operação.



Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.