O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Geral Redação 30/Maio/2020 / Última edição às 08:46:55

MS está em 3º lugar em velocidade de contágio do coronavírus

O baixo isolamento faz com que mais pessoas fiquem expostas ao vírus.


O cenário de controle do novo coronavírus que Mato Grosso do Sul vinha mantendo até poucos dias, começa a se modificar. Pesquisa sobre a taxa de contágio da Covid-19 no Brasil, mostra o Estado com a terceira maior incidência do país atrás apenas de Goiás e Rio Grande do Norte.

Embora a única medicação disponível no mercado mundial para combater a doença seja o isolamento social, o remédio é amargo e poucas pessoas tem respeitado o pedido de autoridades de saúde de sair de casa só em casos de extrema necessidade.

Nas últimas semanas, MS estagnou nas taxas de distanciamento social e mais de 60% da população segue nas ruas tocando a vida normalmente. A adesão mapeada nesta quinta-feira (28.5) foi de 37%, repetindo o índice pelo terceiro dia seguido, e mantendo o Estado nas últimas colocações no comparativo com as demais unidades da federação.

Com taxa de recolhimento em 36,5% para o dia, Campo Grande ocupa a última posição entre as capitais brasileiras. Nos municípios do interior do Estado, o índice mapeado varia entre 22,2% (Antônio João) e 63% (Taquarussu). A taxa das demais cidades sul-mato-grossenses, pode ser conferida aqui.

Como consequência da baixa adesão ao distanciamento social, mais uma vez a Secretaria de Estado de Saúde (SES) anunciou 94 novos testes positivos para a Covid-19 nas últimas 24 horas. Com a atualização do boletim epidemiológico desta sexta-feira (29.5), Mato Grosso do Sul já contabiliza 1.356 casos confirmados da doença.

O baixo isolamento faz com que mais pessoas fiquem expostas ao vírus, preocupando autoridades regionais que tem pedido de todas as maneiras que a população colabore com o tripé essencial para conter o avanço da pandemia: distanciamento social, higiene e uso correto de máscaras.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.