O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Geral 1ª Subseção de Corumbá da OAB/MS 13/Outubro/2020 / Última edição às 18:22:46

OAB Corumbá manifesta nota de repúdio contra feminicído de mãe morta a facadas

Entidade soltou uma nota na tarde de hoje, repudiando o brutal assasinato da mãe ANIZIELLY ERROBIDART.


A 1ª Subseção de Corumbá da OAB/MS, ao lado da Comissão de Defesa aos Direitos da Criança, Adolescente e Mulher e da Comissão da Mulher Advogada, manifesta sua indignação e repúdio com relação à violência contra as mulheres e as crianças, tendo em vista os últimos episódios ocorridos em Corumbá. O ASSASSINATO de ANIZIELLY ERROBIDART, ocorrido na manhã da segunda-feira, 12 de outubro de 2020, não pode ficar impune porque atinge toda a sociedade. Segundo notícias veiculadas, a vítima fora esfaqueada por 10 vezes, no tórax, perna, pescoço, braço e lombar, após denunciar que a sua filha havia vítima de ESTUPRO. O autor do homicídio, segundo investigações preliminares, seria filho do acusado pelo estupro e teria cometido o crime por vingança.

Diante deste cenário tão assustador e alarmante, não podemos deixar naturalizar a violência contra a mulher, adolescentes e meninas em nossa cidade.

A violência contra as mulheres, adolescentes e meninas começa muito cedo e, infelizmente, está enraizada na cultura machista e sexista brasileira, que banaliza as agressões e, não raro, atribui a culpa à própria vítima quando meninos são estimulados a valorizarem a força e a dominação, enquanto que as meninas, pelo contrário, aprendem o valor da passividade, fragilidade e submissão. Isso deve mudar imediatamente, pois, essa agressão não atinge apenas as vítimas, mas atinge toda a nossa sociedade, gera muito sofrimento à família e aos amigos das vítimas, como também à muitas mulheres e crianças do nosso município, nosso estado e no nosso país.

A violência contra as mulheres, a pedofilia e o estupro são crimes no Brasil. Mas faz-se necessária uma tomada de conhecimento e indignação por parte da sociedade a fim de que nos tornemos corresponsáveis e apoiadores das leis de proteção, em especial da Lei no 8.069, de 13 de julho de 1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente, da Lei 11.340/06 (Lei Maria da Penha) e a Lei nº 11.829, de 25 de novembro de 2008 (que veio para combater e criminalizar condutas relacionadas à pedofilia)

Que os criminosos sejam punidos, não as vítimas!

A 1ª Subseção de Corumbá da OAB/MS, por meio da Comissão de Defesa aos Direitos da Criança, Adolescente e Mulher e da Comissão da Mulher Advogada, lamenta profundamente toda e qualquer violência e, mais uma vez, vem a público demonstrar que se compromete com a sociedade Corumbaense a apoiar o desenvolvimento de políticas públicas voltadas para combater, reprimir e punir com o devido rigor esses tipos de crime.

Corumbá 13 de outubro de 2020.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.