O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Internacional R7 01/Junho/2020 / Última edição às 18:08:25

OMS: Brasil ainda não atingiu pico de pandemia do novo coronavírus

Cinco, das dez nações com maior número de infectados nas últimas 24 horas, estão nas Américas. “Brasil, Estados Unidos, Peru, Chile e México.


Michael Ryan, diretor do programa de emergências da OMS (Organização Mundial da Saúde), acredita que o Brasil e outros países das Américas Central e do Sul ainda não atingiram o pico da pandemia do novo coronavírus.

“Não posso prever quando ocorrerá, mas precisamos mostrar solidariedade aos países, da mesma forma que fizemos com países de outras regiões. Estamos juntos e ninguém fica para trás”, disse durante coletiva de imprensa, nesta segunda-feira (1º).

O diretor da entidade ressaltou ainda que cinco, das dez nações com maior número de infectados nas últimas 24 horas, estão nas Américas. “Brasil, Estados Unidos, Peru, Chile e México. É uma área bastante ampla. E os países com maior aumento são Brasil, Colômbia, Peru, Haiti e Argentina.”

Por fim, Ryan lembrou que o continente é heterogênio e, por isso, as condições de combate à pandemia são distintas. “Temos bons exemplos de países que envolveram todo o governo e a sociedade. No entanto, também vimos outra situação quanto à ausência e fragilidade dessas condições. Precisamos focar na resposta que esses países vão dar”.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.