O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Polícia Comunicação Social da Polícia Federal no Mato Grosso do Sul 29/Abril/2021 / Última edição às 11:00:20

Operação Mamon: PF desarticula organização criminosa que lavava dinheiro em três estados do Brasil

Segundo a polícia, os suspeitos tinham um 'complexo esquema de lavagem de dinheiro' para ocultar outros crimes, como tráfico de drogas e contrabando.


Corumbá/MS – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (29/4), nas cidades de Corumbá/MS, Belo Horizonte/MG e Quinta do Sol/PR a Operação Mamon, com a finalidade de desarticular organização criminosa voltada à lavagem de capitais.

Foram empregados 60 policiais federais para o cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão. Simultaneamente, foi realizado o sequestro de 4 imóveis e de 61 veículos avaliados aproximadamente em R$ 8 milhões.

A ordem judicial também determinou suspensão de atividades econômicas de quatro empresas de fachada, além do bloqueio de valores em contas bancárias, apreensão de quatro imóveis e 61 veículos avaliados aproximadamente em R$ 8 milhões. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 5ª Vara Federal de Campo Grande/MS.

Segundo as investigações da PF, o grupo criminoso ostenta um elevado padrão de vida e se vale de um complexo esquema de lavagem de dinheiro, o qual envolve o sistema bancário, operadoras de crédito, cheques, compra e venda de veículos, e transações em espécie. Somente em 2020, os criminosos teriam movimentado mais de R$ 20 milhões.

Ficou evidenciada a utilização de pessoas interpostas (laranjas) e empresas de fachadas para ocultação de bens e valores provenientes de diversos crimes como tráfico de drogas e contrabando.

Os investigados poderão responder pelos crimes de lavagem de capitais (art. 1º, caput, da Lei nº 9.613/98) e organização criminosa (art. 2º, caput, da Lei nº 12.850/13), cujas penas, somadas, podem ultrapassar 15 anos de prisão.

Mamon é transliteração da palavra hebraica Mamom, a qual significa dinheiro ou riquezas. O termo é popular em estudos bíblicos, os quais personificam Mammon como um dos sete príncipes do inferno, associado ao pecado capital da ganância. Segundo a teoria, aqueles que praticam ilícitos com o fim de acumular bens e ostentá-los, a exemplo do que fazem estes investigados, são ditos servos de Mammon.

Em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

Veja mais imagens

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.