O Verdadeiro NewBorn Americano!

Faça já as fotos do seu bebê !!!

Conheça o Studium A

Sobre o Jornal:

O Correio da Manhã é um jornal sul-mato-grossense criado em 2015, originalmente sob o nome de MS Diário, sendo um produto da agência de comunicação e marketing digital - Avantiz. Todos os direitos das matérias publicadas pertencem aos seus respectivos autores.

Fone e WhatsApp

(67) 99199-2448

Nosso E-mail

[email protected]

Geral Redação 13/Janeiro/2022 / Última edição às 08:19:14

Taxa extra na conta de luz deve ser mantida até abril .

Bandeira tarifária de escassez hídrica — que acrescenta R$ 14,20 às contas de luz a cada 100 kWh consumidos — deve seguir em vigor até o fim de abril.


A bandeira tarifária de escassez hídrica — que acrescenta R$ 14,20 às contas de luz a cada 100 kWh consumidos — deve seguir em vigor até o fim de abril, mesmo após as fortes chuvas registradas nas últimas semanas e o consequente aumento no nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas, segundo o Ministério de Minas e Energia.

A taxa extra foi criada pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) em agosto do ano passado com o objetivo de cobrir o custo do uso de usinas termelétricas. Mais caras, essas usinas foram acionadas no segundo semestre de 2021 para garantir o fornecimento de energia no momento mais crítico da seca, quando os reservatórios do Sudeste e do Centro-Oeste.

Naquele momento, o país vivia a maior crise hídrica em 90 anos — ou “pior cenário de escassez da história do país”, de acordo com o Ministério de Minas e Energia.

A pasta explicou que a bandeira de escassez hídrica “visa cobrir os custos extraordinários já realizados em 2021, que foram arcados com recursos próprios das distribuidoras [de energia] e ainda não repassados aos consumidores”.

O Ministério também afirmou que tem feito um “acompanhamento permanente” da situação, por meio do CMSE (Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico), e que resultados como a melhora nos níveis dos reservatórios “evidenciam a assertividade dos esforços empreendidos por todos os entes do setor”.

O ministro Bento Albuquerque já havia confirmado que a conta de luz seguirá mais cara até abril, mesmo após as chuvas fortes. “Essa bandeira é para pagar o custo da geração de energia excepcional em 2021”, reforçou.

Comente esta matéria

ATENÇÃO: Os comentários desta matéria são gerenciados pelo Facebook - que posta, agrega os comentários e os exibe nesta página. Este site não se responsabiliza por qualquer comentário indevido, feito à qualquer pessoa ou instituição - sendo cada comentário, de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores e as denúncias deverão ser encaminhadas diretamente ao Facebook.