Por:

Coluna Magnavita: Foi coincidência?

O acervo digital de O Globo, ao resgatar as reportagens sobre Castor de Andrade, na terça-feira, 16, acabou puxando do fundo do baú uma página que trazia uma matéria com o título “Thiers na lista por causa da campanha de 92”. O subtítulo revela que o delegado tinha um “banqueiro” como suplente. Uma referência a Luiz Carlos Batista, que controlava o jogo na Rocinha.

O jornal relembra a trajetória meteórica de Thiers, que foi de suplente de vereador a conselheiro do Tribunal de Contas em apenas cinco meses, abrindo a vaga para o bicheiro. O resto da história todo mundo já sabe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.