Por:

Ferramentas digitais elevam o grau de comercialização no ramo da construção civil

Todas as áreas profissionais foram transformadas com a aplicação da tecnologia nos últimos anos, seja atribuindo novos modelos de comercialização, seja abrindo caminho para novas profissões, ou até impactando em toda a cadeia de quem não acompanha as mudanças. E não foi diferente no ramo do processamento do aço.

A gerente do Belgo Pronto, Bruna Ochai, do Grupo Manchester, fala sobre o antes e depois do uso da tecnologia no segmento do ferro e aço: “a aplicação da tecnologia é crucial hoje em dia no nosso segmento, já que essas máquinas são responsáveis por toda agilidade e produtividade acarretando em menor tempo na entrega. Impacta diretamente no alcance das metas e obtenção dos resultados”.

As soluções inovadoras aliadas às competências do profissional expandem a capacidade de atuação da empresa e reverte soluções como simplificação de projetos. Toda empresa almeja ser responsável por grandes realizações, como o Grupo Manchester, que tem em uma gama de clientes como do Parque Olímpico, Cidade do Rock, Ilha Pura, entre outras. E isso só é possível através de uma produção em alta escala rápida sem interferir na qualidade da entrega.

O cenário do ferro e do aço entendeu que o auxílio das novas tecnologias e ferramentas potencializam todo o ecossistema da empresa, desde o planejamento de seus projetos até uma logística de distribuição mais eficiente de suas mercadorias. Essa visão associada a pesquisas de projeção do segmento favorecem a gestão e contribuem para consolidação no ramo.

Assim como os setores burocráticos das corporações, que já atuam a longo tempo com auxílio de softwares e plataformas digitais, a cadeia produtiva também precisa de maquinários mais sofisticados nas suas fabricações. Sobre isso explica Bruna Ochai, “através de máquinas com maior primor, permitem que tenhamos maior destaque no mercado, como o caso da Planet 20 que tem a capacidade de fazer corte e dobra em aços de até 20mm. A nível Brasil somente a Manchester e outra empresa possuem, isso nos coloca à frente no mercado”.

Tecnologia e inovação empregadas nas processadoras de ferro e aço resultam em melhoria contínua, realizando cada vez mais trabalhos completos e eficientes conquistando mais clientes, mas principalmente satisfazendo com suas entregas. E como existe muita competitividade no setor da construção civil, somente consegue obter destaque e prosperar quem está sempre se atualizando e apostando em novas alternativas, como o caso da Manchester.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.