Por:

Transporte aquaviário: licitação sem interessados adia projeto

Prefeitura prorroga prazo até final de abril. | Foto: Divulgação

Por: Lucas Costa

A aguardada implantação do transporte aquaviário nas lagoas da Barra da Tijuca, Jacarepaguá e Recreio dos Bandeirantes enfrenta um novo obstáculo, pois a licitação da Prefeitura do Rio de Janeiro terminou sem interessados. A proposta ambiciosa visa criar 16 linhas, com a expectativa de transportar 90 mil passageiros diariamente. O investimento privado previsto é de R$ 101,6 milhões, com operação e manutenção ao longo de 25 anos de concessão.

O edital, lançado em outubro do ano passado, não atraiu interessados até o último dia 21 de março, quando a concorrência foi aberta às 14h, no auditório da Companhia Carioca de Parcerias e Investimentos (CCPar) da prefeitura, no Centro do Rio.

Diante da falta de interessados, a CCPar informou que republicará o edital até o final de abril, sem realizar alterações. A companhia sugere que a ausência de concorrentes até agora pode estar relacionada à falta de tempo hábil para as empresas se candidatarem, uma questão que será abordada com o novo prazo. Esta será a quarta data marcada para a licitação, após dois adiamentos anteriores.

A proposta visa implementar as linhas gradualmente, conectando a estação Jardim Oceânico do metrô a Rio das Pedras, Linha Amarela e Canal de Marapendi, e integrando bairros e pontos de interesse como Gardênia Azul, Muzema, BarraShopping, Parque Olímpico, Península e condomínios residenciais e comerciais com acesso às lagoas.

A tarifa prevista será equivalente à dos transportes públicos municipais, com integração tarifária e inclusão no sistema de bilhetagem da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.